Início da Estação Chuvosa



A maior parte do Brasil possui clima tropical. No clima tropical, temos apenas duas estações do ano: seca e chuvosa. Ter as estações do ano divididas em seca e chuvosa, significa que a chuva não é bem distribuída ao longo do ano. Vou usar como exemplo o climograma da Cidade de São Paulo:

Figura 1: Climograma de São Paulo. Dados da Estação Meteorológica do IAG-USP

Veja como a chuva em São Paulo é distribuída (barras vermelhas da Figura 1) : chove muito nos meses de setembro a março e chove bem menos no período de abril a agosto. Vamos comprar agora com o climograma da cidade de Bagé, localizada no Rio Grande do Sul, e que já possui características subtropicais:

Figura 2: Climograma de Bagé-RS. Dados do Site The Weather Channel

Na figura 2, vemos que a chuva em Bagé-RS já é mais bem distribuída ao longo do ano. Não temos marcado o contraste entre estação seca e chuvosa, como temos na região tropical. Em um trabalho publicado pela Universidade de Buenos Aires (UBA), dados de chuva de diversas localidades da América do Sul foram agrupados e mostrados no gráfico da Figura 2. Como o Brasil ocupa 47% do território da América do Sul, esse trabalho é ideal para mostrar como a estação chuvosa varia ao longo do território brasileiro. As barrinhas pretas indicam as chuvas de janeiro a dezembro, como nas figuras 1 e 2.

Assim, regiões com estação seca e chuvosa bem definidas terão gráfico com o seguinte formato em ‘U’:

Que lembra o da Cidade de São Paulo (figura 1)

 

Já regiões com estação seca e chuvosa não definidas, terão um gráfico mais reto, com variações muito sutis ao longo do ano:

Que lembra a cidade de Bagé-RS (figura 2).

 

Sendo assim, vamos a Figura 3: em vermelho, delimitei as áreas cujo gráfico segue o padrão em ‘U’, ou seja, as regiões em que as estações seca e chuvosa são bem definidas:

Figura 3: Chuvas na América do Sul. Fonte: Master/IAG

Essa região em vermelho engloba praticamente toda Região Sudeste, Região Centro-Oeste, partes da Região Norte, partes da Região Nordeste e norte da Região Sul do país. É a maior parte do território brasileiro! Nessa área delimitada, temos também grandes usinas hidrelétricas (que dependem de um regime de chuvas bem conhecido), produções agrícolas e pecuárias de grande porte (como a soja, por exemplo). E é nessa área também que está a maior parte da população brasileira, já que grandes metrópoles estãaí localizadas: Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, etc.

Através dos conhecimentos obtidos a partir do estudo de dados de chuva (coletados em pluviômetros), os pesquisadores da UBA conseguiram montar a figura 3. Através desses dados,  coletados ao longo de mais de 30 anos, sabemos que a chuva nessa região delimitada em vermelho inicia-se em meados de setembro/início de outubro e vai até o final de março/início de abril, o que é muito semelhante ao padrão da figura 1 (São Paulo-SP). Por isso, costuma-se dizer que meados de setembro/início de outubro  é o início da estação chuvosa na maior parte do território Brasileiro. Certamente, os moradores da maior parte da Região Sudeste perceberam que a seca foi embora definitivamente, pois tivemos muitas chuvas no último feriado prolongado (de 13 a 15 de novembro).

Ano passado montei uma apresentação sobre o início da estação chuvosa. Deixo para vocês darem uma olhada. Podem usar livremente, sempre dando os créditos =).