Novo “Climagate” reacende dúvidas sobre ciência do clima



De acordo com o porta-voz da Universidade de East Anglia, Simon Dunford, enquanto acadêmicos investigam os cinco mil e-mails aparentemente descarregado para domínio público nesta terça-feira (22), uma pequena amostra analisada pela universidade “parece ser verdadeira”. A Universidade East Anglia, que foi o centro do chamado “Climagate”, há dois anos, disse que “não há provas de uma recente brecha no nosso sistema”.

Leia notícia na íntegra aqui.

Fonte: IG/Último Segunda