Aurora boreal e aurora polar

Para complementar o post sobre Cores no Céu, senti que era necessário falar sobre este belo espetáculo da natureza, que infelizmente só pode ser conferido próximo aos pólos Sul e Norte: as auroras. Aqui no Brasil só conseguimos ver este fenômeno maravilhoso através de fotografias (como a seleção de fotos acima) ou através de filmagens e ao longo deste post, entenderemos o porquê.

Auroras boreais (quando próximas ao pólo Norte) ou auroras austrais (quando próximas ao pólo Sul), são o mesmo fenômeno e ocorrem quando partículas de luz cheias de energia chamada fótons atingem a alta atmosfera (região chamada termosfera, acima de 80km de altura).

Adaptado para o português de AHRENS, C.D.: Meteorology Today 9th Edition

Camadas da atmosfera. A termosfera é a camada mais alta, acima de 80km de altura. Nessa altura, a atmosfera é bem rarefeita (possui poucas moléculas de gases).  E é na termosfera em que ocorre a aurora, em uma região também chamada de magnetosfera. Adaptado de AHRENS, C.D.: Meteorology Today 9th Edition

Os fótons reagem com as poucas moléculas de gás da alta atmosfera. Ocorre, que nosso planeta atua como um imã e possui um campo magnético em torno dele.

Campo magnético em torno do planeta Terra. Adaptado de AHRENS, C.D.: Meteorology Today 9th Edition

Quando o Sol emite os fótons (o que chamamos de vento Solar) o campo magnético da Terra sofre a influência desses fótons, distorcendo o campo magnético:

Magnetosfera da Terra. Adaptado de AHRENS, C.D.: Meteorology Today 9th Edition

 

Como disse anteriormente, esses fótons reagem com as moléculas de gases da alta atmosfera, emitindo muita luz. Repare na ilustração acima que é justamente próximo aos polos que a magnetosfera fica mais curvada. Devido esta curvatura, a aceleração dos fótons é maior na termosfera próxima aos polos, fazendo com que a reação com as moléculas de gases da alta atmosfera emita mais energia e mais luminosidade.

Essa luminosidade pode ser vista em belas fotografias e filmagens, capturadas por pessoas sortudas que puderam ver este fenômeno de perto. A cor do fenômeno vai depender do tipo de gás que passará por esse processo.

Aurora Boreal. Foto de Jan Curtis

Outras lindas imagens feitas pelo mesmo fotógrafo podem ser conferidas aqui.