Instruções de segurança durante tempestades

Nem todas as pessoas que são atingidas por raios tem a sorte de Roy Sullivan, que foi atingido sete vezes e não sofreu ferimentos. A maioria das pessoas atingidas por raios acabam morrendo ou sofrem ferimentos graves.

O Brasil é o país com maior incidência de raios. Isso ocorre por que a maior parte de nosso país encontra-se na região tropical, onde nuvens de tempestade carregadas formam-se com mais intensidade. Além disso, considerando a zona tropical do planeta, o Brasil é o país com maior área, sendo assim com mais probabilidade de ter seu território atingido por uma descarga elétrica.

A área do Brasil é de 8.514.876,599 km² e nosso país é atingido por cerca de 57,8 milhões de raios por ano, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). A República Democrática do Congo é o segundo país nessa lista, com aproximadamente 42,2 milhões de raios  registrados por ano. Mas a área do território da República Democrático do Congo é de 2.344.858 km². Supondo que os raios fossem distribuídos igualmente no território desses países, teríamos:

– Brasil: aproximadamente 6,8 raios/km²

– República Democrática do Congo: aproximadamente 18 raios/km²

Portanto, em termos totais, o Brasil é o país mais atingido  por ano no mundo. Mas, em termos de densidade espacial, a República Democrática do Congo é o país com mais raios. Se os raios fossem igualmente distribuídos em todo o território desse país, estatisticamente teríamos mais chances de sermos atingidos por um raio na República Democrática do Congo do que no Brasil.

Essas informações são do INPE e estou colocando aqui no Meteorópole pois além de serem fatos muito interessantes e curiosos, nos ajudam a compreender algumas estatísticas divulgadas pela imprensa. Mas o foco deste post não é divulgar estatísticas. Recentemente tivemos um triste caso de um raio que atingiu um rapaz, na cidade de Bofete. Casos assim são relativamente frequentes.

As fatalidades com raios são mais comuns no período de chuvas de verão, quando temos nuvens muito carregadas e com possibilidade de desenvolver descargas elétricas.  Esse assunto tem ganhado destaque nos últimos dias. Em São Paulo, nos últimos 17 dias, 3 pessoas morreram ao serem atingidas por raios.

De acordo com o Prof. Carlos Morales, uma pessoa será atingida por um raio se estiver ao ar livre  em uma região descampada, durante uma tempestade ou se estiver dentro de casa mas o raio for conduzido pela fiação elétrica, telefônica ou pelo encanamento (se este for de metal). Portanto, durante tempestades devemos:

1) Tirar todos os aparelhos eletroeletrônicos da tomada;

2) Não usar o telefone com fio. A descarga elétrica pode atingir a fiação elétrica da rua e o raio pode ser conduzido até o interior de casa. Inclusive, é bom retirar o telefone do plug também.

3) Se precisar falar com alguém por telefone, utilize o celular, lembrando que o celular não deve estar conectado ao carregador!

4) Se precisar trabalhar em um computador, utilize um notebook  (desconectado do carregador) e se precisar acessar a internet, prefira o sistema 3G, já que o roteador e o modem devem ficar fora da tomada ou do plug do telefone. Isso deve ser feito para evitar fatalidades, mas também para evitar danos ao patrimônio.

5) Abrigue-se: fique dentro de casa, dentro do apartamento ou dentro do carro. JAMAIS fique debaixo de árvores ou próximo a estruturas metálicas (cercas,antenas, torres de transmissão, etc)

6) Não praticar atividades ao ar livre, seja qual for: esportes, atividades agropecuárias, lazer, etc. Quando estamos em espaços abertos, há mais probabilidade de sermos atingidos por raios: praias, pasto, plantações, campos de futebol, etc.

7) Se não tiver como procurar um abrigo, deite no chão e encolha-se.

Dica para professores:

O Grupo de Eletricidade Atmosférica do INPE fornece uma ótima cartilha, em alta resolução, para ser distribuída entre os alunos. A cartilha em baixa resolução pode ser acessada aqui. Para solicitar a cartilha em alta resolução, clique aqui.

Fontes e destaques recentes na imprensa

– Bom Dia Brasil: Saiba como se prevenir contra acidentes de raios

– Mais Você. Matéria aqui.

Cartilha de prevenção do INPE

Portal ELAT/INPE

Cartilha de prevenção da Defesa Civil

Cartilha de prevenção da Coelce