História interativa do Furacão Isaac



A web há anos auxilia em diversas ciências e a meteorologia se beneficia dela através da rapidez com que a informação pode ser obtida.

Com ferramentas gratuitas, como o Google Maps, é possível fazer muitas coisas interessantes. Uma delas é mostrar a trajetória de um furacão, com fotos e notícias sobre os locais que ele passou. O pessoal do The Weather Channel fez isso para falar sobre o Furacão Isaac. Vejam que legal:

O Isaac começou sua vida lá na costa da África, onde os furacões nascem como uma simples depressão tropical. O nascimento de Isaac ocorreu dia 16 de agosto. Isaac foi se movimentando e encontrou águas mais quentes pelo caminho, o que fez ele crescer e transformar-se num furacão categoria 1 no dia 28 de agosto. Isaac deslocou-se por mais de 9000km desde o seu nascimento até atingir o litoral das cidades do sul dos EUA. Ao longo desta trajetória, causou danos na República Dominicana, Cuba, Haiti e outras ilhas caribenhas.

Eu comecei a falar de Isaque quando ele ainda era uma tempestade tropical, no dia 24 de agosto. Tornei a falar dele no dia 28 de agosto, quando a imprensa norte-americana começou a se preocupar. E tornei a falar sobre ele também no dia 28/08, falando sobre o alerta do NHC. Depois, nos links de quinta, mencionei que Isaac causou apenas enchentes contornáveis.

Repararam que o furacão nasceu no dia 16 de agosto e ‘morreu’ no dia 28 de agosto? Ou seja, ele durou 12 dias. Estou ressaltando isso para mostrar para vocês que os furacões tem um tempo de vida considerado longo, em comparação a outros fenômenos atmosféricos, como tornados e células de tempestades. E com as imagens de satélite e cartas de superfície (com dados de vento e pressão), os meteorologistas podem monitorá-lo com segurança, minimizando tragédias.