Tufões Damrey e Saola no Oceano Pacífico

Imagem de 01/08/2012 –  (horário não especificado) – Earth Observatory – NASA

 

No Oceano Pacífico, o nome que costumam dar aos ciclones tropicais é tufão. No dia 01 de agosto de 2012 (data da imagem acima), dois tufões se deslocavam pelo pacífico. E assim como no Oceano Atlântico, por lá eles também dão nomes aos tufões. O Saola é esse que está se deslocando para Taiwan, enquanto o Damrey é este que está próximo a costa sul do Japão.

O tufão Saola causou grande destruição nas Filipinas e em Taiwan, de acordo com as notícias. Nas Filipinas, o Saola foi responsável pela morte de 29 pessoas, além de deixar 21 feridos e aproximadamente 180.000 pessoas tiveram que ser deslocadas. Em Taiwan, o Saola foi responsável por 5 mortes e duas pessoas estão desaparecidas. Vários voos foram cancelados. Em Taiwan, também houve uma preocupação com as enchentes: vários reservatórios foram esvaziados, como preparação para uma possível enchente.

De acordo com as previsões do dia 01 de agosto, era dito que os dois tufões chegariam na China hoje (dia 03/agosto), ambos afetando a cidade de Shangai. E como hoje já é dia 03 de agosto, vamos ver o que aconteceu.  Então entrei novamente no site do Earth Observatory e encontrei a imagem abaixo, para o dia 02 de agosto (ontem):

 

Imagem de 02/08/2012 (horário não especificado) –  Earth Observatory – NASA

Vamos que o Saola chegou primeiro a China. As nuvens associadas ao Saola tomaram conta de Taiwan e do estreito entre Taiwan e China. Já não parece um sistema organizado (com olho e movimento ciclônico, característicos do fenômeno). O olho, por exemplo, já não é perceptível. A velocidade média do Saola foi de 85km/h, com rajadas máximas de 100km/h.

Já o Damrey, localizado mais ao norte, foi um pouco mais forte: velocidade média de 140km/h e rajadas de 165 km/h. Esses dados são da JTWC, divisão da marinha norte-americana que monitora os ciclones tropicais (tufões) dessa área (U.S. Navy’s Joint Typhoon Warning Center). O Damrey também deve se aproximar da China, de acordo com os meteorologistas da JTWC. Quem tem twitter, pode acompanhar as discussões no perfil oficial do Earth Observatory.

E a gente vê a importância da previsão do tempo. Baseando-se na previsão de que os furacões chegariam a China, de acordo com o China Daily, as autoridades da cidade de Shangai fizeram preparativos de emergência para evitar danos e perdas de vidas. Por exemplo: Vários barcos pesqueiros receberam ordens para retornar ao porto.

Leia mais sobre furacões aqui, aqui e aqui.