Variação da quantidade de chuva afeta mortalidade infantil



“Análise espacial do estado do Pernambuco mostrou que nas regiões onde a incidência da chuva é acima ou abaixo da média, a mortalidade infantil é maior. A pesquisa da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP, realizada pela sanitarista Maria Aparecida Guilherme da Rocha, revela que variações na precipitação pluviométrica causam mais mortes entre crianças menores de um ano. “Tanto nos períodos em que choveu menos do que o esperado para a região, quando nas regiões onde a chuva superou as expectativas, foi maior a taxa de mortalidade.”

Leia a notícia completa aqui.