Céu salpicado com nuvens cumuliformes em Goiás

[testimonial company=”Goiás, Brasil” author=”Fernanda de Abreu”] “ Sobrevoando Goiás” [/testimonial]

Ao longo de pouco mais de 1 ano de Meteorópole, ganhei colaboradores maravilhosos. São pessoas que gostam de meteorologia, colegas meteorologistas, pessoas que gostam de fotografar, comentaristas que sempre acrescentam informações interessantes, etc. Fico super feliz em atrair pessoas tão legais e interessantes através do Meteorópole.

Antes mesmo de fundar o Meteorópole, eu conheci várias pessoas pelo Twitter e através de um antigo blog que eu tinha. Como sempre escrevi alguma coisa sobre meteorologia, perguntas bacanas surgiam e discussões bem legais se desenvolviam. Uma das pessoas que conheci antes mesmo do Meteorópole e que sempre passa por aqui é a Fernanda (@ferabreu). A Fê é gerente de projeto na @polvora, empresa de Social Media. Fê sempre me manda fotos lindas (aqui, aqui, aqui, aqui e aqui), faz perguntas bacanas (veja aqui e aqui) e me incentiva.

Hoje ela me mandou um pacotão de fotos interessantes que tirou no avião durante uma viagem para NY. A Fê deu azar de cruzar com a Sandy, segundo o próprio relato dela:

No final de outubro eu tirei umas férias e fui pra NY com o namorado. Demos o azar de cruzar com a Sandy, mas eu tirei umas fotos bem legais do avião. Adoro ver nuvens de cima. 🙂

Desejo muito que a Fê vá para NY novamente (muitas outras vezes!) e que não cruze mais com nenhuma supertempestade!

A foto abaixo foi tirada pela Fê enquanto ela sobrevoava Goiás. A gente pode que o céu estava salpicado de nuvens cumuliformes. Quando me refiro a nuvens cumuliformes, podem ser Cumulus, Altocumulus ou Cirrocumulus. Não dá para saber, já que o avião está sobrevoando ‘acima’ dessas nuvens. E os aviões, exceto em momentos próximos ao pouso e a decolagem, também sobrevoam as nuvens cumuliformes mais altas (os Cirrocumulus). Sendo assim, é difícil saber qual tipo exato é o da fotografia. No entanto, normalmente essas nuvens indicam que o tempo está bom.

 

Obrigada, Fê!