Leitura recomendada do dia: Transporte individual:Contra-Mão, Beco sem Saída, Fim da Linha

Hoje é feriado em minha cidade e logo mais estarei recebendo uma pessoa muito querida para almoçar comigo \o/

Bom, eu não gosto muito de fazer posts com ‘agregação de conteúdo’. Acho bem mais legal criar, escrever coisas novas e de minha autoria. Só que é impossível resistir! Muitas vezes, encontro coisas tão legais por aí e acho que elas podem ajudar meus leitores.

Por exemplo, sou uma assídua frequentadora do Youtube. E sempre que encontro documentários muito bons completos, tento compartilhar por aqui. Muitos deles podem ser até usados como material de apoio. Sei que muitos professores dão textos ou vídeos para que os alunos possam assistir e escrever um relatório a respeito. Isso é bem mais produtivo do que dar um questionário. Vai, a gente sabe que alguns alunos copiam páginas inteiras da Wikipedia nas respostas…

Uma dissertação com reflexão sobre um video ou um texto ensina o aluno a produzir seu próprio conteúdo. Ele aprende a organizar as próprias ideias e a argumentar e defende-las.

Sendo assim, a leitura recomendada do dia é Transporte Individual: Contra-Mão, Beco sem Saída, Fim da Linha, de autoria do Prof. Dr. Alexandre Costa. O governo brasileiro dá uma série de subsídios para a aquisição de carros populares. Obtê-los é relativamente fácil, já que a oferta de crédito é enorme.  O carro é status de ascensão social e de sucesso financeiro. Quem nunca ouviu aqueles relatos de alguns religiosos adeptos da teologia da prosperidade ou de líderes de empresas de marketing multinível que sempre mencionam seus carros, relacionando-os a sinônimos de sucesso?

É evidente que aqui no Meteorópole eu sempre vou dar a minha opinião. Eu respeito quem sonha em adquirir um carro ou quem ama incondicionalmente o carro que tem. Na minha modesta opinião, carro é apenas um veículo que te leva do ponto A ao B.

Moro em São Paulo e vejo muitas pessoas sozinhas em seus carros, indo de suas residências até seus trabalhos. Não há ninguém na carona. Não as julgo por isso. Numa cidade perigosa, em que as pessoas tem medo de seus próprios vizinhos, é quase natural que isso ocorra.

Vejo o carro apenas como um veículo, mas não é um veículo eficiente. Em um carro cabem 5 pessoas. No espaço de um ônibus, cabem uns 4 carros? Estou sendo generosa…rs. Talvez uns 3 carros. Só que em um ônibus cabem 40 pessoas. E certamente as emissões de 3 carros são superiores as emissões de apenas 1 ônibus.

Não mencionei o sistema metroviário e os trens, que podem transportar milhares de pessoas por dia. Há inúmeros argumentos que mostram o quanto o transporte coletivo é mais eficiente que o transporte individual.

Já tive a oportunidade de conhecer algumas cidades de médio porte do interior paulista. Como o sistema de transporte público é ineficiente ou quase inexistente em algumas dessas cidades, as pessoas usam o carro pra tudo. Para qualquer coisa! Vi atitudes absurdas de gente que sai de casa e anda 2 quarteirões com o carro para visitar um parente.

Além disso, há a questão do status: para muitos, andar de carro é mais interessante, mostra que você é alguém com mais dinheiro.

Eu procuro votar em vereadores e deputados estaduais que lutem pelo transporte público e quem busquem investimentos para esse setor, pois vejo como uma das prioridades em São Paulo-SP.

Sempre menciono São Paulo-SP em meus textos porque é onde vivo. Sintam-se a vontade (e até mesmo convocados!) a falar sobre o transporte público em sua cidade através dos comentários.

O texto do Prof. Alexandre mostra como o transporte individual é ruim sob o ponto de vista das emissões de gases estufa. Recomendo a leitura deste texto. Se você ainda tem dúvidas sobre os benefícios do transporte coletivo, o texto do Prof.Alexandre vai te fornecer mais um argumento.