Frente fria chegando na minha cidade!

Dia 8 de maio o Renan me mandou umas fotos e só agora tive a oportunidade de postá-las. Desculpe, Renan e desculpem queridos leitores! Meu fim-de-semana foi movimentado. Além das usuais tarefas como ir para a feira, limpar a casa (que limpei só mais ou menos), eu também:

– Encontrei gente linda 🙂

Mamãe e "sobrinho". Esse pequeno chama-se Daniel, é meu primo e quando começou a falar decidiu que eu seria sua tia. Então tá :)

Mamãe linda e “sobrinho”. Esse lindo chama-se Daniel,  tem 9 anos, é meu primo e quando começou a falar decidiu que eu seria sua tia. Está aprendendo flauta, violão e adora ler. 🙂

– Joguei Pandemic

9af3d8f6bb6b11e2855922000a9e0723_7

Alguém aqui joga Pandemic ou outros jogos de tabuleiro?

Mas voltemos ao título do post. O Renan me mandou algumas fotos (vou postá-las abaixo) e a seguinte descrição:

[testimonial company=”Juiz de Fora-MG” author=”Renan Tristão “] “ Boa tarde, Samantha! Conforme prometido, segue em anexo mais 4 fotos para contribuir com o blog. Desta vez, eu consegui registrar o exato momento em que uma frente fria chegava em minha cidade. Este sistema chegou ao Sudeste no último Domingo, mas a mudança de tempo aqui em Juiz de Fora ocorreu na Segunda de manhã, em torno das 08h (hora das fotos). A temperatura máxima, que foi de 29,9ºC no Domingo, desabou para apenas 21,1ºC no dia seguinte. Por favor, confirme para mim os tipos de nuvens que aparecem. Mas a minha aposta (chute, rs) é que são Altocumulus na primeira foto e Stratocumulus nas demais, hehehe.” [/testimonial]

Foto 1 – Renan Tristão

Foto 2

Foto 2 – Renan Tristão

Foto 3

Foto 3 – Renan Tristão

Foto 4

Foto 4 – Renan Tristão

Ok, o Renan, que sabe muito de meteorologia, que possui uma estação automática em sua própria casa e que é geógrafo quer me convencer que apenas ‘chutou’ os nomes das nuvens. Hehehehe :). Olha, identificar nuvens não é uma tarefa exatamente fácil. Principalmente quando a gente tira fotos dessas nuvens. Alguns tipos de nuvens a gente consegue identificar melhor apenas vendo ‘ao vivo’, porque usamos algumas regrinhas para classificá-las.

Nuvens como Sc (Stratocumulus), Ac (Altocumulus) e Cc (Cirrocumulus) podem confundir o observador. Utiliza-se uma regra muito simples que comentei aqui: a ‘regra do punho/polegar’. Se você fechar a mão e a nuvem tiver mais ou menos o tamanho do seu punho cerrado, provavelmente trata-se de uma nuvem Sc. Se a nuvem tem o tamanho da ponta de seu polegar, provavelmente trata-se de uma nuvem Cc. Se a nuvem tem um tamanho intermediário entre seu punho cerrado e seu polegar, certamente temos uma nuvem Ac.

Como não estava no momento que tirei a foto, eu não sei dizer com certeza, mas desconfio que tínhamos nuvens Ci/Cc/Cs (Cirrus,Cirrocumulus e Cirrustratus). Parece que há nuvens médias também, talvez alguns Ac, não sei dizer. Não sei se todos os meus leitores já sabem, mas as nuvens formam-se em alturas diferentes:

Nuvens em diferentes alturas. Adaptado de Ahrens, D. Meteorology Today.

Nuvens em diferentes alturas. Adaptado de Ahrens, D. Meteorology Today.

E além disso, quando uma frente fria está se aproximando (como foi a situação em que o Renan tirou as fotos), podemos ver no céu todo tipo de nuvem (já falei sobre isso aqui):

Nuvens ao longo de uma frente fria. Reparem que a área com ar quente (São Paulo-SP, no nosso caso) possui nuvens tipo Cs (Cirrostratus) no céu. Fonte: adaptado de Thomson Higher Education

Nuvens ao longo de uma frente fria. Reparem que a área com ar quente (São Paulo-SP, no nosso caso) possui nuvens tipo Cs (Cirrostratus) no céu. Fonte: adaptado de Thomson Higher Education

Como vocês podem notar, a passagem de uma frente fria é uma oportunidade muito boa para observarmos diversos tipos de nuvem. Claro que esses tipos não ocorrem todos ao mesmo tempo e não são todas as frentes frias que estã associadas como chuvas intensas, por exemplo. Mas é super comum vermos nuvens altas, depois nuvens médias e finalmente nuvens baixas, sempre nessa sequência (e algumas vezes acontecendo ao mesmo tempo). O ar frio avança e força o ar quente a subir. Quando o ar é forçado a subir, o vapor d’água condensa e a gente tem a formação de nuvens. A propósito, esta é apenas uma maneira de formar nuvens. Outras maneiras podem ser vistas neste post.

Eu disse que acho que a Foto 1 do Renan é  um grupo de nuvens Cs/Cc por que se a gente reparar bem na Foto 1, há algumas nuvens que estão agrupadas como ‘costelas’, quero dizer, em faixinhas quase paralelas. Esse tipo de agrupamento é muito comum em nuvens altas e ganha o sobrenome vertebratus. Teríamos ali um tipo de agrupamento chamado Cirrostratus vertebratus, como aqui nesta foto. Como eu disse, estou baseando minha conclusão em outras fotos de nuvens que já vi. A certeza que tenho é que ali tinhamos nuvens médias e altas. E posso dizer que houve consenso entre o Renan e e eu: nas fotos 2, 3 e 4 realmente temos nuvens baixas, nuvens tipo Sc e St (Stratus e Stratocumulus) que são nuvens baixas, que ocorrem quando a frente fria já está passando sobre o local do observador.

E por falar em frente fria, uma outra frente está se aproximando da Região Sudeste. O frio da última frente mal foi embora (algumas cidades da região serrana de Minas Gerais registraram temperaturas menores que 6°C  esta manhã) e uma nova frente já vem chegando. Essa época do ano é assim mesmo. E estou falando isso porque olhem a foto que tirei hoje de manhã:

5f0a6850bbc011e29c6622000a1f9e4a_7

Aqui temos claramente nuvens tipo Cs/Cc/Ci (só nuvens altas). Mais uma frente fria anunciando sua chegada.

E como sempre, não posso deixar de agradecer o Renan pelas fotos. As fotos dele possibilitaram uma bela revisão sobre a classificação de nuvens e tem tudo a ver com a época do ano! A seção “Imagem do Leitor” ganhou uma dimensão bem maior. Antes eu postava apenas uma foto. E vou continuar postando, basta mandarem fotos! Só que em alguns casos eu recebo um pacotão de fotos, como essas que o Renan mandou. Como essas fotos contam uma história, colocá-las em posts individuais seria um crime 🙂

Obrigada, Renan!

P.S.: Eu também estou no Instagram (@samanthaweather)