Experiência 9: Usando garrafa pet como lâmpada!



Uma ideia simples. Assim foi a ideia de Alfredo Moser, mecânico da cidade de Uberaba-MG. Ele pegou garrafas PET, preencheu com água e um pouco de água sanitária, para evitar a proliferação de microorganismos que deixam a água turva. Ele então instalou essas lâmpadas no telhado de sua casa. Durante o dia, a luz solar é refratada pela água e entra no cômodo.

Fonte: BBC
Fonte: BBC

Uma ideia simples e bonita! As garrafas são instaladas com muito cuidado no telhado, é feita uma perfuração cuidadosa no telhado e então utiliza-se cola de resina para evitar que em caso de chuva, a água passe por algum eventual espaço entre a garrafa e o telhado recortado.

Sr. Moser instalou essas lâmpadas em diversos estabelecimentos e casas de seu bairro. Essas lâmpadas podem iluminar o equivalente a 40W-60W, dependendo da intensidade da radiação global incidente. Em dias de verão e com pouca nebulosidade, a eficiência da lâmpada é ótima!

A ideia é tão genial que foi copiada pela ONG MyShelter, que realiza a construção de casas de baixo custo para a população carente. Em áreas tropicais, onde a radiação solar incidente é maior e mais ou menos igual o ano todo, é uma ideia genial. A lâmpada de Moser foi instalada em países como Filipinas, Tanzânia e Bangladesh.

A lâmpada dele é ecológica, ajuda a economizar energia e dinheiro. Famílias pobres podem ter uma redução muito grande no valor da conta de energia elétrica. E em muitos dos lugares para onde a organização MyShelter levou a ideia, nem há energia elétrica! Pelo menos durante o dia, as pessoas podem aproveitar uma iluminação maior dentro de casa.

Se você quiser copiar a ideia, há um video explicando como fazer e instalar a lâmpada:

A ideia do Sr. Moser foi destaque em diversos portais de notícias. Vi na BBC e no Catraca Livre, mas eu vi primeiro na coluna do Gilberto Dimenstein, na Folha.

Na minha opinião, essa ideia dá um bom projeto de Feira de Ciências (as escolas ainda fazem isso? espero que sim). Uma versão reduzida de uma casa pode ser feita e pequenas garrafas de plástico podem ser utilizadas. A casinha ficaria exposta ao ar livre e se possível um luxímetro poderia ser empregado para comparar a luminosidade de uma lâmpada comum e a luminosidade de uma lâmpada de garrafa 🙂