Mapa com informações sobre o clima no mundo

Untitled 2

Encontrei o mapa acima nesse link . Trata-se de um mapa com informações sobre os principais climas em diferentes regiões do globo. Além disso, destacam os recordes de precipitação e temperatura.

Olhando esse mapa, lembrei da conversa que recentemente tive com um casal de amigos. Falávamos sobre a Corrente do Golfo, que é uma corrente quente e que leva calor para a Europa. Essa corrente “sai” do Golfo do México, cruza o Atlântico em direção à Europa. Se vocês observarem no mapa, Lisboa e Nova York estão mais ou menos na mesma latitude. As duas cidades são litorâneas. Mas os climas dessas cidades são completamente diferentes! Em Nova York, a neve no inverno é um fenômeno totalmente comum. O inverno em Lisboa é bem mais ameno!

A Corrente do Golfo inclusive foi mencionada no filme O Dia Depois de Amanhã, provavelmente o filme mais famoso com temática meteorológica. A hipótese abordada nos 10 primeiros minutos do filme (e é a base científica do filme) é de que o derretimento das calotas polares, faria com que o padrão de movimentação da Corrente do Golfo se alterasse.

O derretimento das calotas polares faria com que a densidade da água ficasse alterada. E é exatamente a diferença de densidade entre água superficial e água profunda que geram as correntes oceânicas globais. O processo de formação de águas densas está principalmente ligado à redução de temperatura ou aumento de salinidade devido à formação de gelo, geralmente as correntes originam-se em latitudes mais altas (próximas ao polo). Estas águas frias e densas afundam e lentamente fluem em direção à latitudes mais baixas (linha do Equador).

Alguns cientistas acreditam que se as calotas polares derretessem, as correntes oceânicas seriam prejudicadas e seriam praticamente interrompidas. Como elas são responsáveis pela redistribuição de calor no planeta, a Europa seria prejudicada e o frio intenso tomaria conta da região. A Jaqueline deve estar torcendo para que isso nunca aconteça!

Se quiser ver outros mapas interessantes (desmatamento, precipitação, vegetação, etc), clique aqui.