Guestpost: Calor dos últimos dias, por Eduardo Gonçalves

SamanthaO Eduardo Gonçalves é um querido calouro :). Chamo assim porque ele entrou alguns anos depois de mim no Bacharelado em Meteorologia. Ele se formou algumas turmas depois da minha, consequentemente. Isso mesmo, leitores, estou suficientemente velha para isso, rs, pois já faz 9 anos que me formei. Ele trabalha no IPMet-Bauru, participa de alguns programas de rádio do interior de São Paulo e também atende jornalistas. Diferentemente de minha atividade, o Eduardo (ou @melts10) faz previsão do tempo. Em comum, temos a seguinte função: atender a imprensa. E acredite, isso nem sempre é tarefa fácil. Alguns jornalistas simplesmente não entendem o que queremos dizer (porque não tem interesse em ciência ou querem/precisam escrever a reportagem correndo). Outros são muito bacanas e depois até mandam o link da reportagem pra gente (e inclusive perguntam se há correções).

O @melts10 escreveu um texto no Facebook sobre o calorão dos últimos dias. O texto tem forma de desabafo, mas é bem explicativo. Pedi para ele se o texto poderia ser publicado aqui no Meteorópole, como um guestpost. Ele topou e reproduzo abaixo o texto na íntegra :).

Calor dos últimos dias

1) NÃO, ele NÃO é provocado pelo aquecimento global ou pelas mudanças climáticas. Se fosse assim, então enquanto o Hemisfério Sul estaria no aquecimento, o Hemisfério Norte já teria entrado no tal do “resfriamento global”.

2) Ele é atípico para esta época do ano? SIM e NÃO. O verão é uma estação quente. Sempre foi e sempre será. E, mesmo durante a estação, há períodos mais e menos quentes. O VERÃO TÊM VERANICOS (períodos de alguns dias sem chuva)!!!
E, no caso do estado de São Paulo, nem em veranico estamos: choveu ontem, isolado.

3) Este é o começo de janeiro mais quente dos últimos anos? PODE SER. Não dá pra fazer essa comparação com menos de 10 dias. Por que? Simples: porque em alguns anos a frente fria entra dia 1, em outros dia 7, em outros dia 10. Aí chove, derruba a temperatura e tcharam, vamos ficar criando recordes de períodos de 3 a 7 dias QUE NÃO VALERÃO PRA P**** NENHUMA!

4) Por que está tão quente? Porque as chuvas estão muito irregulares. Como eu disse antes: choveu nos últimos dias em SP, mas não de forma organizada. Por que? Porque não tem nenhuma frente fria atuando diretamente sobre o estado. Por que? NÃO SEI. Ninguém sabe. Não há nada nos oceanos (Pacífico ou Atlântico) que justifique isto neste momento. Se te derem qualquer outra explicação, aceite. Mas não se prenda a ela, pois é uma suposição.

5) Há previsão de chuva para esta semana? Em Bauru, NÃO. Na maior parte do interior paulista: NÃO. Na Cidade de São Paulo? SIM. Em São José dos Campos? SIM. No litoral? SIM. Choverá apenas na Faixa Leste até a sexta-feira, pelo menos. Sempre no final da tarde, depois de muito calor e COM RISCO PARA TEMPORAIS E ALAGAMENTOS. Por que? Brisa marítima. Por que no interior não? Porque a brisa não é tão forte e a umidade ficará baixa (30~40%).

6) Bauru é uma das cidades mais quentes do mundo? NÃO, NÃO, NÃO E NÃO. Aquilo é fruto de um levantamento absurdo feito por alguém no CPTec, que leva em consideração a temperatura do mundo inteiro às 15h de Brasília! É ÓBVIO QUE, NO MEIO DA TARDE NO BRASIL, O BRASIL ESTARÁ MAIS QUENTE QUE O RESTO DO MUNDO C*******! As máximas na Austrália estão beirando os 40ºC. Na África, não sei. Mas imagino que estejam tão altas quanto as daqui, pois lá o continente é mais extenso que a América do Sul.

——–

Se quiserem fazer perguntas pro @melts10 sobre o calorão, escrevam aqui.

Obrigada, Edu!

Fonte: Free Digital Photos

Fonte: Free Digital Photos