Regras de aquisição Ferengi



Esse é mais um daqueles posts em que falo de Star Trek sem parar. Hoje especialmente vou falar sobre os Ferengi.

Há algum tempo atrás, fui em alguns eventos de fãs de Star Trek. Em um desses eventos, ganhei as regras de aquisição Ferengi impressas. Isso deve ter ocorrido por volta de 2004 ou 2005 e esse tipo de material de fã (blogs, fanfic, sites, etc) não era tão difundido quanto hoje. As regras de aquisição que tenho foram traduzidas e comentadas por um fã de Star Trek chamado Ivo.

Regras de Aquisição Ferengi
Regras de Aquisição Ferengi. Esse livrinho deve ter uns 10 anos, pelo menos. Estava perdido atrás de uma estante no meu antigo quarto, por isso está amarelado.

O papel está super gasto e encontrei o livrinho por acaso, enquanto arrumava umas coisas que ainda mantenho na casa de meus pais. Trouxe para casa especialmente para fazer uma postagem e falar sobre os Ferengi 🙂

Em Star Trek, cada espécie de alienígena representa uma virtude/defeito do ser humano. Os Ferengi representam a cobiça, o desejo de acumular bens, a ganância, etc. Podemos até dizer que eles são um perfeito exemplo de praticantes do capitalismo selvagem, uma vez que visam o lucro sem se importar com o bem estar dos outros.

Os Ferengis acreditam que quando morrem, só poderão ir para uma espécie de “paraíso”, dependendo da quantidade de lucro e riquezas que acumularam ao longo da vida. Um sujeito que não teve orelhas para os negócios (expressão típica Ferengi), dificilmente irá para esse paraíso.

Quark, o bartender da Deep Space Nine. Provavelmente o Ferengi mais conhecido da série. Fonte: Memory Alpha
Quark, dono de um bar na área de recreação da Deep Space Nine. Provavelmente o Ferengi mais conhecido da série. Fonte: Memory Alpha

As principais regras de aquisição Ferengi, que são as mais mencionadas nos seriados (os ferengis apareceram pela primeira vez em Star Trek – TNG e os personagens se desenvolveram mais em Star Trek – DS9 e Star Trek – VOY), são:

1ª regra: “Uma vez que você tenha o dinheiro deles, nunca devolva”.
3ª regra: “Nunca gaste mais em uma aquisição do que necessário”.
6ª regra: “Nunca permita que a família fique no caminho da oportunidade”.
7ª regra: “Mantenha suas orelhas abertas”.
9ª regra: “Oportunidade mais instinto é igual a lucro”.
10ª regra: “Ambição é eterna”.
16ª regra: “Um trato é um trato”.
17ª regra: “Um contrato é um contrato – mas somente entre ferengis”.
18ª regra: “Um ferengi sem lucro não é ferengi de qualquer maneira”.
19ª regra: “Satisfação não garantida”.
21ª regra: “Nunca ponha a amizade acima do lucro”.
22ª regra: “Um homem experiente pode ouvir lucro no vento”.
31ª regra: “Nunca ofenda a mãe de um ferengi… insulte algo que ele se importe ao invés”.
33ª regra: “Não custa puxar o saco do chefe”.
34ª regra: “A guerra é boa para os negócios”.
35ª regra: “A paz é boa para os negócios”.
45ª regra: “Expanda ou morra”.
47ª regra: “Nunca confie em alguém cuja roupa é melhor que a sua própria”.
49ª regra: “Quanto maior for o sorriso, mais afiada será a faca”.
57ª regra: “Bons consumidores são como ouro latinum. Valorize-os”.
59ª regra: “Conselho de graça quase nunca é barato”.
62ª regra: “Quanto mais risco tiver o caminho, maior será o lucro”.
74ª regra: “Conhecimento é igual ao lucro”.
75ª regra: “Lar é onde o coração está, mas as estrelas são feitas de ouro latinum” (no universo Star Trek, ouro latinum é o ouro prensado com uma substância rara chamado latinum)
76ª regra: “De vez em quando, declare a paz. Isso confunde seus inimigos”.
98ª regra: “Todo homem tem seu preço”.
102ª regra: “A Natureza decai, mas ouro latinum é para sempre”.
109ª regra: “Entre dignidade e um saco vazio, fique com o saco”.
111ª regra: “Trate pessoas em dívida como a sua família – explore-os”.
112ª regra: “Nunca faça sexo com a irmã do chefe”.
125ª regra: “Você não pode fazer negócios se você estiver morto”.
139ª regra: “Esposas servem. Irmãos herdam”.
194ª regra: “É sempre bom conhecer seus novos consumidores antes que eles entrem pela sua porta”.
203ª regra: “Novos consumidores são como razor-backed Greeworms (uma iguaria para os Ferengis) – podem ser suculentos, mas às vezes mordem de volta!”.
211ª regra: “Empregados são os degraus da escada do sucesso – não hesite em pisar sobre eles”.
214ª regra: “Nunca comece a negociar com o estômago vazio”.
217ª regra: “Você não pode libertar um peixe da água”. (Não se pode “endireitar” um Ferengi).
223ª regra: “Ouro latinum dura mais que a luxúria”.
239ª regra: “Não tenha medo de nomear um produto erroneamente”.
285ª regra: “Nenhuma boa proeza fica impune”. (Fazer caridade é uma das piores ofensas para um Ferengi – principalmente com o dinheiro deles).

 A regra 139° deixa algo bem claro: a cultura ferengi é bem machista. As mulheres ferengi são discriminadas nos negócios, pois possuem orelhas menores. Mulheres ferengi não podem trabalhar com negócios. Como roupas e jóias são símbolos de riqueza e prosperidade (ah, nossa sociedade sabe disso muito bem), mulheres ferengi não podem usar roupas.

As Regras de Aquisição Ferengi são como uma bíblia para esses alienígenas do universo Star Trek. Eles precisam seguir essas regras para garantir uma vida após a morte em uma espécie de paraíso. Quando um ferengi morre, há auditores em uma espécie de Sala do Tesouro. Esses auditores verificam se o ferengi em questão foi um cara próspero ou se acumulou muitas dívidas. Aqueles que não prosperaram, não vão para esse paraíso.

Lendo as principais regras de aquisição que mencionei acima, você não pensa em várias pessoas que conhece e até identifica você mesmo nelas? Claro, Roddenberry pegou a cobiça e a ganância que todo ser humano possui e amplificou, colocando como característica central no comportamento de uma espécie alienígena. Infelizmente, saindo do universo da ficção científica, existem várias pessoas extremamente gananciosas e consumistas, capazes de fazer qualquer coisa pelo sucesso financeiro e pelo poder.

Em nossa sociedade consumista, em que até ter um carro deixa de ser “ter um meio de transporte”, vemos exemplos da prática do capitalismo selvagem todos os dias. Basta observarmos a degradação ambiental, fruto da ganância de empresários, do descaso de autoridades (que em vários casos possuem ligações com os empresários) e da falta de conscientização das pessoas. Devemos lutar para remover o ferengismo de dentro da gente e tornarmos o mundo um local mais justo  para todos.

Fonte: Memory Alpha.