Imagem do Leitor – Pôr-do-sol de Trombeta



O Humberto (ou Beto :)), querido leitor do blog que escreve no Habeas Mentem, mandou uma fotografia linda. Ele chamou de Pôr-do-sol de Trombeta e abaixo, ele explica o porquê:

Olá, Samantha! Estou enviando um lindo pôr-do-sol que ocorreu sexta passada (04/04/2014) aqui na minha cidade natal, Aracaju. Monteiro Lobato em seu livro a “Chave do Tamanho” chama esse tipo de pôr-do-sol de trombeta, porque segundo ele “Emília tinha inventado que em certos dias o Sol ‘tocava trombeta a fim de reunir todos os vermelhos e ouros do mundo para a festa do ocaso’. ”
Bem assim! 🙂

Por-do-Sol-de-Trombeta

Aquela bonequinha de pano sabe das coisas 🙂

É muito lindo! As nuvens Sc e fragmentos de nuvens Cu (que também chamamos de Fractocumulus) refletem os tons de amarelo e vermelho e deixa o cenário ainda mais interessante. Eu nem tenho mais o que falar, Monteiro Lobato já disse tudo. A citação do Beto foi perfeita.

Obrigada, Beto!

P.S.: Não sei se já comentei por aqui, mas sempre fui péssima na disciplina de Língua Portuguesa. Graças a Internet, é possível tirar as dúvidas. Eu estava em dúvida – e não é a primeira vez – com relação à grafia de pôr do sol: eu achava que fosse pôr-do-sol. Ou pôr do sol, sem o chapéu (ok, acento circunflexo, mas chapéu é mais simpático) rs. Bom, então encontrei esse link com essa e outras dúvidas da Reforma Ortográfica respondidas. O correto então é pôr-do-sol. E sim, nossa linda estrela Sol, nessa expressão, inicia-se com letra minúscula, porque estamos falando da ocasião e não do astro.