Links de sexta

Bk5FiPCCIAAbedk

Itaquera em 1955. Foto publicada no perfil @spinfoco (obrigada por me mostrar, @fabiolamariana)

Fanpage do blog O que você faria se Soubesse o que sei?

Precisamos de uma lei de vacinação, texto do Rodrigo falando da importância da vacinação e da ignorância de alguns pais, que deixam de vacinar seus filhos. Não seria o caso de uma lei para obrigar os pais a vacinarem seus filhos?

– Um texto do  Alexandre Costa sobre desigualdade social e aumento nas emissões de CO2. Sim, as mudanças climáticas vão afetar os mais pobres. E sim, os emissores são grandes empresas. Destacando um momento chave do texto:

Nesse contexto, as mudanças climáticas precisam ser uma pauta central da esquerda. Ao contrário do discurso romantizado do “capitalismo verde” (contradição em termos), não estamos todos “numa mesma nave”, a não ser que tal nave nos seja uma analogia dramática com o Titanic, que efetivamente se espatifou num iceberg enquanto a orquestra tocava, mas que contava com primeira, segunda e terceira classe; no qual existiam portões que impediam os passageiros da terceira classe de terem contato com os outros e que foram devidamente cerrados, para impedir o acesso dos pobres aos botes salva-vidas. Mas tampouco é admissível a lógica recuada, a ilusão reacionária no produtivismo e desenvolvimentismo e a fé cega na tecnologia (como se esta, em si, não guardasse valor de classe) de grande parte da esquerda. Lamentavelmente ignorante da materialidade do mundo, incapaz de reconhecer a necessidade de salvaguardar as próprias condições de subsistência da ampla maioria da população mundial (que precisa de água, comida, energia e segurança contra eventos extremos), objetivamente abre campo para concessões à burguesia.

– As mulheres sofrem preconceito até em lojas de quadrinhos. Leiam esse texto da Sybylla pra entender. Somos acusadas até de sermos “fake nerd”. Não entendo as pessoas: primeiro nos rotulam. Daí depois querem tirar nossa credencial, nossa carteirinha do grupo…rs. Vai entender :).

O que é tecnologia? Outro texto bem legal da Sybylla. Muitos alunos acham que tecnologia é um tablet ou um celular moderno. Na verdade, a definição é muito ampla. Roda ou uma alavanca podem ser considerados tecnologia. Leiam para entender. Ah sim, a Sybylla mencionou no twitter que muitos alunos copiam os textos do blog dela, na íntegra, para seus trabalhos escolares. Isso acontece aqui no Meteorópole também, rs. Usem o texto como inspiração, para responder as perguntas propostas pelo seu professor no roteiro do trabalho. Um dia vou escrever um post mais elaborado sobre como fazer trabalhos escolares. Copiar um texto na íntegra não é pesquisa e gostaria que mais professores esclarecessem os seus alunos com relação a esse ponto.

– Dica de documentário: Entre Rios, de Caio Braz. Já falei sobre esse documentário aqui no blog e falei novamente sobre ele no Atitude Terra.

– Você sabia que o ensino de conceitos de robótica pode ajudar a formar cientistas? Além disso, favorece o desenvolvimento lógico e proporciona aos alunos um contato com tecnologias avançadas, fazendo-os compreender como algumas máquinas e gadgets do dia a dia funcionam. O Alex, que dá aulas de robótica em um colégio da Grande São Paulo, escreveu um pouco sobre sua experiência. Fiquei feliz em ver algumas meninas no vídeo que ele postou. Adoro ver mulheres participando de atividades científicas ou “nerds” de um modo geral. Por um mundo livre de sexismo em atividades escolares, profissões, esportes, hobbies e na vida em geral! 🙂

O Curioso caso da Ex-Criacionista. Texto publicado no Discurso Retórico para lembrar que é possível (e em muitos casos, muito saudável) mudar de opinião. Eu era criacionista e deixei de sê-lo. Leia mais sobre essa ‘página proibida’ rs da minha vida.

– Há aplicativos (muitos gratuitos) que são muito úteis para nos organizarmos, para ajudar em um hobby ou para diversão. A Barbrinha selecionou aplicativos que podem ajudar as mamães a organizarem suas rotinas. Confiram lá 🙂

Texto que escrevi no Uma Mãe das Arábias sobre a cobrança das pessoas. Quem tem a minha faixa etária já deve ter ouvido todo tipo de cobrança sobre casamento e/ou filhos. Corram lá e dividam suas experiências. E no texto, também lembro a todas que não devemos dar ouvidos para essas coisas :).

– Minha prima Aline, que é professora, compartilhou esse joguinho educativo. Nele, o jogador precisa administrar o orçamento de uma cidade. Muito bom 🙂