Revistas antigas de ficção científica no Project Gutenberg

Quem tem e-reader já deve conhecer o Project Gutenberg. Na verdade, esse site está online há muitos anos, pelo menos uns 14 anos pelo que me lembro. Lembro que eles disponibilizavam os textos no formato .txt (e outros formatos também). O site acompanhou a chegada dos e-readers no mercado e agora disponibiliza nos formatos .ePub e .MOBI também 😉

Há tanta coisa disponível no Projeto Gutenberg que a gente “se perde” diante de tantas opções. Para quem gosta de ficção científica “moderna” (emprestando o termo da literatura, considero “moderna”, falo da primeira metade do século XX), tenho dicas de quatro zines maravilhosos e de uma revistinha. E os quatro zines, chamados Futuria Fantasia tem uma história bem bacana: foram criados por Ray Bradbury em 1939! Sim, ele mesmo, Ray Bradbury das Crônicas Marcianas, do ABC da Ficção Científica. Ou seja, é material histórico para os nerds sci-fi!

Eles foram lançados logo depois que Bradbury tinha se formado do ensino médio. Ele tinha apenas 18 anos e tinha pego 90 dólares empresaados com Forrest J Ackerman, que publicava o zine Imagination! e um ano antes tinha publicado uma história de Bradbury (Hollerbochen’s Dilemma).  A amizade entre Bradbury e Ackerman começou em uma grupo de Ficção Científica (Los Angeles Science Fiction Society). Muitos outros membros desse grupo de ficção científica contribuíram com o  Futuria Fantasia, inclusive as ilustrações bastante curiosas foram feitas por Emil Petaja, outro participante do grupo. As ilustrações são curiosas e meio perturbadoras (seguem a estética de outro tempo, temos que lembrar disso) e fiz questão de reproduzir as capas dos zines, como vocês poderão ver a seguir.

Na primeira edição do zine (Verão de 1939) há um conto bem interessante de Bradbury chamado Don’t Get Technatal, que ele publicou sob o pseudônimo de Ron Reynolds. Ele também publicou sob outros pseudônimos nas edições seguintes. O zine teve quatro edições, todas disponíveis gratuitamente no Project Gutenberg. Abaixo, os links de cada uma delas (é possível escolher diversos formatos de download, como mencionei antes) e a arte das capas.

Futuria Fantasia, Verão de 1939

cover

Futuria Fantasia, Outono de 1939

cover

Futuria Fantasia, Inverno de 1940

cover

 

Futuria Fantasia, Primavera de 1940.

cover

 

Tá, e a revistinha, Dona Samantha? É um volume da Astounding Stories of Super-Science. Essa revista é especial porque ela é pioneira: foi a primeira revista de ficção científica criada. Costuma-se dizer que a ficção científica moderna começou com ela. Li essa revista rapidinho, em cerca de 2h. Deitei na grama e fiquei lendo, sossegada. São raras as oportunidades que tenho de ler dessa maneira (é tão gostoso!) e sou grata a Deus por cada uma delas. Acho que é a melhor maneira de ler.

Na revista, tem uma história tão, mas tão bonitinha chamada Old Crompton’s Secret, de Harl Vincent . Sou dessas pessoas que gostam de histórias de pessoas que cometem erros e  que se arrependem (mesmo que muuuito tempo depois) e querem melhorar. Esse conto tem uma coisa de Mefistofele, opera de Arrigo Boito. A história do menino Tim (que também parece Crônicas de Narnia) em The Wind Through the Keyhole (da série A Torre Negra) tem alguns elementos desse conto também (ou é minha mente fazendo associações malucas, rs). A história da capa, Spaw of the Stars, também é muito boa. Revistinha deliciosa.

– Astounding Stories of Super-Science, February 1930.

cover

 

No Project Gutenberg há 13 edições da Astounding Stories of Super-Science. Baixe todos aqui.

Leia mais…

Leia mais sobre a história do zine de Ray Bradbury aqui.