Tornado em Brasília!

Desde a manhã de ontem, os meteorologistas que trabalham na operação já estavam alertando para tempo severo em Brasília no período da tarde. A previsão era de tempestade carregada, com muitas descargas elétricas, muita água e granizo.

Essa previsão de tempo de curto prazo chama-se nowcasting.

De acordo com as definições da Organização Meteorológica Mundial, o nowcasting consiste no conjunto da descrição meteorológica detalhada do instante atual, somada a previsão do tempo para um período de 6 horas adiante. Por isso now (agora) em contrapartida a forecasting (que é uma previsão para um período mais adiante, por exemplo, previsão do tempo para o fim de semana.

O meteorologista usa radares, dados observacionais e informações de satélites meteorológicos para fazer uma análise detalhada e em pequena escala. Ou seja, a análise fica centrada em uma região pequena, que climatologicamente já se sabe que é sujeita a tempo severo. Como o caso de São Paulo no verão (sujeita a enchentes), Oklahoma nos EUA (sujeita a tempestades de areia e tornados), áreas do Golfo do México sujeitas a furacões, etc.

O nowcasting é uma feramenta poderosa de política pública, para minimizar o impacto que as condições meteorológicas extremas causam no local. O investimento em radares meteorológicos é muito importante e provavelmente crucial para um bom nowcasting.  Apenas algumas vantagens do nowcasting:

– Redução de mortos e feridos em decorrência de fenômenos meteorológicos extremos;

– Redução de danos ao patrimônio público e privado

– Melhoria na eficiência e economias para a indústria, transporte e agricultura.

A Organização Meteorológica Mundial ainda ressalta a importância do radar meteorológico para o nowcasting. A Organização ainda fala que os serviços meteorológicos e hidrológicos dos países devem investir em radares e devem disponibilizar serviços de nowcasting para a população.

Bom, agora voltando ao caso do tempo severo de ontem, em Brasília: as previsões não só se confirmaram, como houve até tornado! O tornado ocorreu nas proximidades do Aeroporto de Brasília. Vôos foram desviados. Uma mulher fez o registro do tornado, em vídeo (veja aqui). O fenômeno durou menos de 1 minuto, mas assustou quem viu. Felizmente não há registro de feridos, já que ocorreu em uma área descampada. No entanto, ventos fortes associados à supercélula derrubaram estruturas de um estacionamento e houve dano patrimonial.

Minha amiga Luciana Prado, que também é meteorologista, estava em Brasília ontem de tarde. Ela tirou algumas fotos no momento da tempestade:


1012748_10201770328978779_8321230267924915310_n

1688384_10201770327938753_4240026330961548432_n (1)

Nas imagens, é possível ver as nuvens bem carregadas e escuras. As fotos foram originalmente publicadas nessa thread.

A meteorologista Josélia Pegorim. O METAR (Meteorological Aerodrome Report) da tarde de ontem, do Aeroporto de Brasília mostra granizo. A sigla TSRA indica chuva forte com trovoada e a sigla TSGRRA indica chuva forte com trovoada e granizo. O METAR é uma informação meteorológica codificada e padronizada nos aeroportos (não codificada porque é secreta, ela é codificada para facilitar a transmissão da informação e para não depender de idioma.

By5cheJIIAA10SQ

No site do Weather Underground há um tutorial para aprender a interpretar METAR.

Leia mais sobre tornados:

Discussão sobre um tornado em Oklahoma;

O que são tornados?