O que a gente compartilha nas redes sociais?



avatarsam

Eu sou muito próxima de minha família, temos um relacionamento muito bom. E isso se estende além de meu marido, mãe, pai e irmão. Tenho um relacionamento de amor e carinho com minhas primas, primos, tios e tias. E felizmente a família de meu marido também é muito boa e me recebe muito bem.

Bom, porque to falando tudo isso? Porque raramente falava sobre minha vida pessoal nas redes sociais e aqui no blog, só que recentemente passei a falar um pouco mais. Gosto de dividir minhas experiências profissionais, gostos pessoais e até minha experiência com a gravidez. Dessa forma conheci pessoas maravilhosas, trocamos experiências e com isso, claro, aprendi muita coisa.

Daí que recentemente contei aqui no blog que bati o carro. Contei numa boa porque tudo terminou muito bem e acredito que contar para vocês sobre a importância de ter um bom seguro pode ajudar algumas pessoas que pensam em adquirir um carro e que como eu, conhecem muito pouco sobre o assunto. Assim como estou aprendendo um pouquinho mais a cada dia, quero contribuir com o aprendizado de outras pessoas.

Bom, eu tinha contado para minha mãe sobre o ‘acidente’. Mas pedi para minha mãe não contar para meu irmão e para meu pai. Por que fiz isso?

Não queria deixar meu pai preocupado, uma vez que está tudo bem. E não queria que meu irmão me zoasse. 🙂

Gente, estou aqui morrendo de rir ao escrever isso. Meu irmão tem um pouco de dúvidas sobre minha habilidade no volante, porque realmente não sou lá grande coisa nisso. Ele tem muito mais XP do que eu rs.

Acontece que meu irmão possui amigos que são leitores do blog (ou amigos do meu irmão). E eles perguntaram se eu estava bem depois do acidente. Meu irmão ficou assustado e me ligou INDIGNADO, porque eu não havia contado nada para ele =P

É minha gente, meu blog tem um alcance muito maior do que eu imaginava (felizmente!). Eu nem pensei que um amigo do meu irmão lesse meu blog. As vezes acho que nem alguns amigos próximos meus leem. Não, não estou obrigando ninguém a ler, até porque vários amigos meus tem blogs e não tenho tempo de ler todos. E também não tenho interesse em todos. Sei lá, vamos supor que um amigo escreva um blog sobre química orgânica ou literatura russa. É provável que eu dê uma passadinha pelo blog algumas vezes, mas não lerei todo o blog todos os dias. Da mesma maneira, tenho amigos que não se interessam pelos assuntos que publico por aqui, o que é absolutamente normal!

Confesso que fiquei um pouco arrependida de não ter contado nada ao Junior antes de publicar o texto sobre o “acidente” aqui no blog. Mas eu realmente não imaginava que as pessoas lessem meu blog =P. Eu conheço um ou outro leitor fiel, que sempre deixa comentários na fanpage  ou mesmo no espaço de comentários das postagens. Mas certamente devo ter outros inúmeros leitores que sempre passam por aqui, mas não comentam (não julgo, faço o mesmo com vários blogs rs).

E do mesmo modo que amigos ou amigos de amigos passam por aqui, imagino que gente que não gosta de mim deve aparecer de vez em quando. Não acho que inveja ou pensamento negativo alheio me afete muito, não ligo para isso. Acredito que esses sentimentos malignos afetem mais quem sente do que o “alvo” deles. De qualquer maneira, é sempre bom tomar cuidado com algumas coisas que compartilhamos. Por exemplo, lugares que frequentamos. Vai saber o tipo de ser malvado que nos ronda…

Bom queridos, tá tudo bem com relação ao acidente. O dono do veículo e sua família são pessoas compreensivas e boas. O carro dele já foi vistoriado e o serviço deve ser feito em breve (assim espero!). E eu estou bem =). E o bebê também está super bem. Há poucos dias fui em uma nova consulta médica em uma nova profissional (eu tinha mencionado que eu faria isso). Vou contar isso em um novo post da série sobre minha gravidez.

E espero que nenhum amigo do meu pai acesse meu blog rs. Bom, felizmente meu pai é uma pessoa que acessa a internet apenas para ler e-mails, ler notícias ou usar serviços de streaming, como o Netflix ou o Crackle. Ele até adquiriu um Google Chromecast e está bastante satisfeito.

E claro, a gente sempre tem que tomar cuidado com as coisas que compartilha. Já vi amigos e colegas compartilharem check-ins em hospitais ou clínicas, deixando a família toda preocupada. E o cara só estava com um resfriado rs. Uma vez um colega compartilhou uma foto com vários sensores e com roupa de hospital. Toda sua timeline ficou apavorada, mas era apenas uma polissonografia. Muitas vezes a gente acha que o que foi compartilhado é inocente, nada demais, mas outras pessoas podem interpretar de outra maneira. E muitas vezes a gente exagera um pouco nos relatos rs. Portanto, cuidado! Sem causar preocupação desnecessária!

E beijos para todos os meus leitores.