A “Cientista” Grávida – Criatividade para se vestir (episódio 13)

O post de hoje vai ser sobre criatividade para ‘vestir-se bem’ durante a gravidez.

Bom, em primeiro lugar esse não é um blog de moda. Não estou por dentro das “últimas tendências”, até porque PASMEM, não leio mais blogs de moda. Até ouço um ou outro canal do youtube em que a apresentadora fala sobre moda, mas de maneira bem casual, não sendo o foco principal do canal.

Eu acho que vestir-se bem é usar roupas que tenham a ver com seu estilo e que façam você sentir-se bem (confortável, elegante, sexy, etc). Eu pessoalmente não gosto de ter MUITAS roupas, tanto que nem tenho closet ou qualquer coisa do tipo. Tenho apenas um guarda-roupa pequeno, onde guardo todas as minhas roupas e acessórios. Então esse post vai ser de grande ajuda para quem tem mais ou menos esse perfil.

Separei as dicas em tópicos, conforme fui lembrando:

Calçados

Tenha pelo menos dois pares de um calçado básico, seguro e confortável. Lembre que na gravidez você vai ganhar peso, vai estar com seu centro de massa alterado e vai estar mais sujeita a quedas. Por isso escolha calçados bem seguros e bem confortáveis. Como algumas gestantes apresentam inchaço nos pés, é bastante indicado que você adquira uma sandália aberta, de tiras largas, bem resistente, segura e confortável. Recomendo essa, da marca New Face:

5929

Talvez não seja a sandália mais fashion do mundo, mas é muito confortável e segura. Comecei a usar bem no começo da gestação. Agora que esfriou um pouco, estou usando calçados de frio que eu já tinha. Como o final da minha gestação está sendo no inverno, meus pés não incharam muito. Pode ser que inchem um pouco nas próximas semanas, mas não será do mesmo modo que os pés das gestantes do verão.  Eu gosto muito de tênis esportivo bem confortável e bota preta de cano alto (sem salto). Acho que esses dois tipos de calçados são essenciais no guarda-roupa de quem anda bastante e mora em cidades como São Paulo ou Curitiba, onde é um pouco friozinho no inverno. Invista em uma boa bota, de couro e resistente, porque ela dura anos! Troquei a sola da minha bota duas vezes e ela já tem cinco anos de uso.

Legging: invista em uma

Comentei em outro post que comprei uma legging maravilhosa na H&M. Se você mora fora do Brasil ou vai passar por alguma cidade europeia em uma viagem, recomendo muito a seção de gestantes da H&M. Paguei 10 euros nessa legging preta, que cobre toda a barriga. É a melhor calça que tenho no momento, tenho usado muito! Ela é absurdamente confortável.

Já vi sites e lojas especializadas aqui no Brasil que vendem um tipo legging bem parecido com esse por preços a partir de R$50,00. Vale a pena comprar, principalmente se você vai passar boa parte de sua gestação no período mais frio do ano. Não sei vocês, mas não consigo usar calças no verão, sinto uma agonia terrível rs.

Essa legging vai ser coringa no seu guarda-roupa, você vai poder usar com muitas coisas, inclusive com coisas que você já tem.

Eu com a legging maravilhosa e uma blusa que ganhei do meu irmão!

Eu com a legging maravilhosa mencionada e uma blusa que ganhei do meu irmão! Na foto, estou de 28-29 semanas mais ou menos e nesse dia usei com sapatilha preta.

Viajou para o exterior? Vasculhe!

Se você for para a Europa (no começo da gestação, claro, depois seu médico não vai deixar você ir até Mogi das Cruzes rs), vale a pena ir até uma H&M. A legging que mencionei acima foi comprada nessa loja e sou apaixonada por ela. Há também blusinhas bem bonitas, vestidos de festa, saia jeans, etc. Há roupas básicas e lindas para as futuras mamães. Eu me arrependi, deveria ter comprado mais coisas lá. Acabei comprando só a legging, duas blusinhas e duas faixas para a barriga.

Meu irmão também me deu de presente uma blusa linda, canelada, comprada em Miami. Ele disse que tem bastante coisa por lá.. Fiquei com a impressão que as roupas para gestante fora do Brasil são mais bonitas, mais baratas e com mais variedade. Então se você estiver viajando, aproveite para procurar.

– Vasculhe o seu guarda-roupa

Com certeza você tem um vestido mais larguinho que precisa ser usado com cinto para marcar a cintura. Bom, eu tenho vários. Continuo usando esses vestidinhos, só que sem o cinto ou com um cinto levinho (que não aperta tanto) e posicionado abaixo dos seios. Essa é a sua “cintura provisória”.  Além disso, alguns desses vestidos que eu tenho já são curtos e ficaram  ainda mais curtos na frente (sempre lembro dessa música do Chico Buarque rs). E nesse momento, a dica da legging pode ser bem útil. Use o vestido com a legging coringa=)

De tempos em tempos, faça uma avaliação do seu guarda-roupa. Veja o que serve e o que não serve, experimente e veja se fica confortável. A gente se surpreende =).

Vestido que já tinha em meu guarda-roupa e ainda me serviu até a 27 semana mais ou menos.

Vestido que já tinha em meu guarda-roupa e ainda me serviu até a 27 semana mais ou menos.

Há inclusive dicas ensinando a aproveitar suas calças jeans na gravidez. Tentei, mas não deu muito certo. Eu me sinto desconfortável com calças jeans no momento, mas para quem não abre mão, pode ser uma boa alternativa, já que calças jeans próprias para gestantes são um pouco caras. Além disso, talvez o investimento não valha a pena, já que você vai usar por pouco tempo.

– Cuidado com o ganho de peso

Espero que ninguém me interprete mal, mas cuidar do ganho de peso durante a gestação é muito importante. Tão importante que uma das coisas que seu médico faz durante a consulta pré-natal é verificar sua massa e anotar no Cartão da Gestante. Ouça as recomendações e conselhos médicos.

Não quero aqui dizer o quanto as pessoas devem ou não engordar durante a gestação, porque isso é o médico e o bom senso que devem dizer. Não sou dessas pessoas deselegantes que chegam até você e falam “nossa, como tá gordinha” ou “nossa, nem parece que tá grávida”. Até mencionei essas coisas na minha lista de coisas que uma grávida não gosta de ouvir. Além disso, cada mulher já tem um histórico anterior a gravidez. Já tem um tipo de corpo, já tem um tipo de vida, etc.

Gravidez não é competição de quem engorda mais ou menos. E o quanto a pessoa vai engordar depende da estrutura física, aspectos genéticos, dieta, atividade física, etc. Ou seja, se o comentarista de plantão não for seu médico, o mande catar coquinho no asfalto ao meio-dia de um dia de verão.  Sério, esses comentários não solicitados são os que mais me chateiam e mais me desanimam em ter um convívio social mais aprofundado. Para vocês terem uma ideia, até estou deixando as pessoas pegarem na minha barriga. Já me resignei quanto a isso, acho que estou finalmente ficando menos arisca a contatos sociais rs. Mas esses comentários idiotas continuam e acho que continuarão me chateando.

Agora até grávida fitness inventaram, só para deixar as mulheres ainda mais confusas e ainda mais inseguras com relação a aparência. Já falei para vocês que quase fiquei doente por conta de excesso de informação, não é? A gente se cobra, pensa bobagem e não é nada saudável. Por isso toda vez que escrevo um post aqui, tento transformar a coisa toda como um agradável papo de pracinha (créditos para a Bárbara), onde a gente troca ideia de maneira amigável e sem ditar regras.

Nessas horas que ouço falar em GRÁVIDA FITNESS MEU DEUS, só penso: cadê Yellowstone pra explodir e colocar a casa em ordem? rs

Bom, o que quero dizer nesse tópico é que se você aumentar muito o seu peso, não vai poder aproveitar as roupas que já tem. Vai ter que gastar dinheiro comprando novas roupas, dinheiro que poderia ser gasto no enxoval do seu bebê, por exemplo. Dessa maneira, controlar o ganho de peso vai ajudar você a aproveitar as roupas que já tem. E esse controle deve ser feito junto com seu médico. Alimente-se bem e exercite-se na medida do possível e do recomendado pelo profissional de saúde.

Eu, em meu aniversário (mais ou menos com 21 semanas) usando um vestido que amo e já tinha antes da gravidez. (Não) repare no meu quarto bagunçado no fundo rs

Eu, em meu aniversário (mais ou menos com 21 semanas) usando um vestido que amo e já tinha antes da gravidez. (Não) repare no meu quarto bagunçado no fundo rs

Eu e minha amiga linda Simone. Usando o mesmo vestido acima, só que com 30 semanas ;)

Eu e minha amiga linda Simone. Usando o mesmo vestido acima, só que com 30 semanas 😉

– Vasculhe guarda-roupa da sua mãe e das suas irmãs/primas/tias/amigas

Muitas mulheres tem encostada no guarda-roupa aquela peça que usaram durante a gestação. Além disso, muitas tem uma bata que compraram e não usam tanto ou um vestido que ficou um pouco maior. Por isso, pergunte sempre!

Eu ganhei um vestido e uma bata que minha mãe tinha comprado para ela, mas ela não usou muito porque não valorizam muito o corpo. Quando as experimentei, achei que ficaram ótimas. Então vale muito a pena procurar no guarda-roupa alheio =).

Cintinho de elástico: aquele bem fininho.

Sabe aquele cintinho de elástico bem fininho, que custa menos de R$10,00? Aposto que muitas já têm no guarda-roupa. Dá para usar na linha abaixo dos seios, quando você estiver usando uma batinha ou um vestidinho. Fica lindo. É uma peça bobinha, mas que acho que faz a diferença em um look.

Invista no decotão

Claro que tem hora, lugar e depende do estilo de cada uma, mas na gravidez a gente fica com os seios maiores. E muita roupa com decotes que valorizam a silhueta cai muito bem. Decotes em V alongam, deixam o corpo bonito.

Não necessariamente roupa de gestante tem que ser roupa de gestante

Esse conselho estava implícito nos outros pontos que listei, mas decidi reforçar porque muitas vezes a mulher acha que só vai achar roupa legal em lojas para gestantes. Bom, não necessariamente. Muitas vezes há roupas bem bonitas em lojas de departamento que ficam bem. Lembro-me de um conselho da Polly: experimente tudo. Sim, esse conselho dado para as mulheres gordas também vale para as gestantes.

Além disso, roupa de gestante normalmente é cara. Vi muita coisa cara na Feira da Gestante, Bebê e Criança. E normalmente é mais cara que uma roupa de loja de departamento comum, que não tem roupas de gestantes.

Em lojas de departamento como a Marisa, por exemplo, há muitas batinhas e blusinhas tamanho G que dão super certo para serem usadas por gestantes. Ficam bonitas e vestem  relativamente bem.

Presentes

No Natal, minha sogra perguntou o que eu queria de presente. Disse que queria uma calça. ELA PERGUNTOU, UÉ! 😛

Bom, a calça é da marca Pandinha, que faz roupas para gestantes. Não sei quanto ela pagou, mas é minha segunda calça favorita (depois da legging que mencionei). Vou morrer de vergonha de postar essa foto aqui, mas a calça é essa:

27 semanas =)

27 semanas =)

Só que essa calça já era minha companheira nessa foto, quanto eu estava grávida de 12 semanas!

Só que essa calça já era minha companheira nessa foto, quanto eu estava grávida de 12 semanas!

Achei a calça bem bonita e confortável. Ela é de malha bem molinha, gostosa de usar. Depois, no meu aniversário (que foi em fevereiro), minha sogra já se antecipou e me deu de presente uma regata muito confortável, também da Pandinha.

O que quero dizer com isso? Se te perguntarem qual presente você quer, diga o que precisa (seja para você ou para o bebê). A pessoa quer te agradar com um mimo. E você precisa de algo. Junte as duas coisas e pronto!

– Compre pouco

Não vale a pena montar um novo guarda-roupa com roupas para gestante. Você vai gastar muito dinheiro e vai usar as roupas por pouco tempo. Por isso pense em versatilidade, comprando roupas neutras. Repita roupas! Quem se importa? Rs. Acho que nos dias de hoje, se você ainda se importa em repetir roupa, não está entendendo o que está acontecendo com o planeta.

E quando vamos comprar em roupa, temos que pensar em qualidade, custo e benefício. E roupas para gestantes, principalmente aqui no Brasil, são caras. E você vai usar por pouco tempo. Dessa forma, não vale a pena investir muito e comprar muita coisa.

– Lingerie: invista!

Na H&M, também encontrei umas “faixas” para barriga, que são muito úteis quando você vai usar um vestido de um tecido que não é algodão e vai ficar incomodando/encostando na barriga. Além disso, acho que ela mantém a hidratação por mais tempo. Então se você conhece alguém que vai para fora do Brasil ou se você mesmo vai viajar, dê uma olhadinha em uma das lojas da rede. Essas faixas não apertam, apenas ficam justas na barriga (são de malha). Elas também te permitem vestir uma blusinha que naturalmente ficou mais curta sem que a barrigona apareça (para algumas mulheres, isso é um incômodo).

Há uma marca brasileira muito boa chamada Love Secret. Comprei uma lingerie que lembra um “short” de malha, com proteção para a barriga. Ótimo para usar por baixo do vestido, principalmente se você tem coxas grandes (tipo eu rs).

Calcinhas e sutiãs sempre são um problema. Nos primeiros meses, eu ainda conseguia usar aquelas calcinhas “cintura alta” da marca Del Rio, que são encontradas inclusive em supermercados. Agora elas me incomodam um pouco e tenho escolhido modelos sem costura que ficam por baixo da barriga mesmo (as da marca Trifil são ótimas). Sugiro, sempre que possível, um tecido de algodão. Na gravidez acontece algo muito chato: o xixi pode “escapar”, por conta da compressão que o bebê faz sobre a bexiga. Use calcinhas de algodão (ou com forro bom de algodão) e se quiser, protetor de calcinha.

Com relação a sutiã, escolha um modelo bom e reforçado, porque os seios crescem. Vale até top de ginástica, que muita gente já tem em casa. O importante é deixar as mamas bem acomodadas. E claro, depois você vai ter que usar sutiã de amamentação. Há modelos desse tipo com preços muito bons nas lojas Marisa.

Digo para investir em lingerie de qualidade e confortável (que não necessariamente quer dizer cara) porque é uma peça que trocamos todos os dias. Além disso, com o problema de “escape de xixi” que mencionei acima, talvez você tenha que trocar várias vezes ao dia. Muita gente vai dizer que estou dando too much information, mas infelizmente esse problema é real e comum, não tem por que esconder! Até a Lady Kate deve ter tido isso, mas ela é fina e jamais mencionaria (os tablóides deveriam me contratar como repórter, claro rs). Bom, nem preciso mencionar que uma lingerie confortável deixa a gente com o humor melhor, inclusive. Por isso invista em peças confortáveis.

Roupa de frio: avalie a necessidade

A não ser que você seja a própria Marge Gunderson (ou seja vizinha dela rs), não vai querer investir em roupas de frio para gestante. São mais caras e você usará bem pouco. E gente, se você mora no Brasil, roupas de frio só são realmente importantes e merecem investimento se você mora em certas regiões.

Por isso, procure um casacão de seu marido, irmão, namorado, tio, etc. Além disso, há casacos de lã compridos, normalmente usados pelas vovós (que saudade da minha, ela tinha vários!). Compre um ou peça emprestado, eles vestem muito bem. Aqui em São Paulo, eles podem ser adquiridos em cidades como Serra Negra, tradicional pólo de malhas.

Em dias de inverno que não estão frios, apenas nublados, um simples cardigã já dá conta do recado. E certamente você vai conseguir usar o cardigã que já tinha antes. E você pode ficar mais quentinha com um cachecol que já tem.

Se você vive num lugar com inverno rigoroso tipo Fargo, invista em roupas bem pesadas rs

Se você vive num lugar com inverno rigoroso tipo Fargo e combate o crime ao ar livre, invista em roupas bem pesadas rs

***

Acredito que essas são as dicas que posso dar até agora. Para atualizar minhas leitoras e leitores: no momento estou com 32 semanas de gestação. Estou super bem, apesar do cansaço que é absolutamente normal. Devo sair de férias do trabalho a partir do dia 8 de junho. E provavelmente devo publicar menos a partir de então, pois vou cuidar dos últimos detalhes na arrumação do quartinho do meu menino =).

E acompanhem toda série A “Cientista” Grávida – A Série [minha saga pessoal rs]  aqui. Espero que essa série ajude outras gestantes e permita troca de experiências.