Análise da mamãe nerd: pomadas contra assaduras



Eu sou dessas que adora ler um rótulo de cosmético. Sempre quero entender quais as substâncias que compõe um determinado produto e quais são seus efeitos. E agora que sou mãe, virei consumidora de produtos específicos para bebês e tenho mais coisas para pesquisar e entender.

No post de hoje, vou falar sobre cremes para assadura. Não vou me ater a marcas, pois atualmente existem várias disponíveis no mercado. Lembro que há alguns anos só se ouvia falar de Hipoglos. Hoje existem diversas marcas concorrentes e é dos princípios ativos dos principais cremes contra assadura é que vou falar,

A principal causa das assaduras é a umidade. Por mais que você troque a fralda do bebê com uma boa frequência, nem sempre a fralda consegue absorver tudo. Além disso, em dias quentes o bebê transpira e a umidade acumulada nas dobrinhas pode ser um prato cheio para fungos e bactérias, que adoram calor e umidade para se reproduzirem.

Sendo assim, no verão aqui dos trópicos (que é úmido e muito quente), os bebês acabam sofrendo com as assaduras, mesmo que os pais sejam cuidadosos, já que a pele dos bebês é muito delicada.

Quando a assadura ainda não se instalou, os cremes ou pomadas podem ser utilizados para evitá-la ou pelo menos minimizar as chances de ocorrência. Esses cremes e pomadas comerciais também são úteis quando a assadura está no estágio bem inicial (apenas um leve avermelhado). Mas quando a assadura está realmente instalada, cremes com antibióticos ou antimicóticos podem ser prescritos pelo médico.

Como não sou médica, nem vou me atrever a falar desses cremes prescritos. Vou falar apenas das substâncias contidas nos cremes e pomadas comerciais.

A primeira substância da qual vou falar é o óxido de zinco.

O óxido de zinco é a substância mais usada na prevenção de assaduras. Se você for a farmácia e ler as caixinhas dos cremes e pomadas, vai notar que a maior parte delas contém essa substância.

O óxido de zinco é pouco solúvel em água. Dessa maneira, ele forma uma barreira na pele, impedindo que boa parte do xixi e do cocô entre em contato com a pele. Quando a pomada contém apenas óxido de zinco e alguns excipientes, ela é bem chatinha de passar, pois é ruim de espalhar e cria uma camada mais grossa na pele, o que é vantajoso já que atua como barreira. Só que quem conhecia Hipoglos do passado, deve se lembrar que ela era terrível para remover da pele. Bom, as mamães usavam (e ainda usam) um chumaço de algodão com um pouco de óleo Johnson ou óleo mineral para remover a camada de pomada antes do banho.

Para facilitar o espalhamento, algumas substâncias emolientes foram adicionadas em cremes a base de óxido de zinco, como o óleo de amêndoas. Isso é bacana, porque ajuda a deixar a pele hidratada e o próprio óleo também atua como barreira. A Hipoglos atual possui óleo de amêndoas em sua formulação.

Marcas comerciais que eu testei e que são a base de óxido de zinco:

Dove Baby: também contém extrato de calêndula

Desitin: também contem Vitamina E e Aloe barbadensis (Babosa)

Hipoglos: também contém óleo de amêndoas, vitamina A, vitamina D e lanolina

Vitaglós: contém também Vitamina A e Vitamina D

As vitaminas agem na pele de diversas maneiras. A vitamina A atua na hidratação, manutenção e desenvolvimento do tecido epitelial. A Vitamina D ajuda a minimizar inflamações. A Vitamina E é antioxidante e anti-inflamatória, sendo presente em vários cosméticos.  Por essas razões, essas vitaminas são frequentemente encontradas nos cremes anti-assaduras.

Dessas marcas mencionadas, eu diria que a Desitin e a Dove Baby são mais práticas porque espalham melhor e são mais fáceis de remover da pele com algodão ou lenços umedecidos. As outras marcas “grudam” mais e é necessário usar óleo.

Agora vou falar da Lanolina

Se você conhece alguém que é vegan, provavelmente essa pessoa não utiliza produtos com lanolina, uma vez que essa substância é obtida a partir da lavagem da lã de carneiros e outros animais. A lã, para ser comercializada, tem que ter todo o sebo removido. Esse sebo consiste no que chamamos de lanolina e é uma substância que é usada na proteção da pele dos animais (junto com a lã, ajuda a proteger das intempéries e de microorganismos). É uma substância gordurosa, que é utilizada há centenas de anos por seres humanos, pois é altamente hidratante e emoliente.

O Hipoglos contém lanolina em sua formulação. Não vi um creme contra assaduras que tenha como ingrediente principal a lanolina, mas ela aparece na lista de ingredientes. Não é muito solúvel em água, então também cria uma barreira protetora.

Em outro post, mencionei sobre produtos a base de lanolina usados para hidratar os mamilos e recuperá-los em caso de rachaduras, durante a amamentação. Esses produtos são completamente seguros para o bebê. Por essa razão, podem também ser usados como creme anti-assaduras.

Nas primeiras semanas de vida do Joaquim, meus mamilos ficaram um pouco machucados e o Lansinoh (um creme comercial a base de lanolina) e as conchas de amamentação me ajudaram muito. Atualmente acostumei e não tenho mais problemas. Só que sobrou Lansinoh, já que eu tinha dois tubos e usei muito pouco. Depois de pesquisar, descobri que posso usá-lo como creme contra assaduras. E tem sido muito bom, porque espalha bem e não mancha as roupinhas do meu filho.

Vamos agora falar do dexpantenol (ou apenas pantenol).

É conhecida principalmente pelo nome da marca comercial mais famosa (Bepantol). Pode aparecer nas bulas dos produtos com outros nomes (Pró-Vitamina B5, Butanamide, 2,4-dihydroxy-N-(3-hydroxypropyl)-3,3-dimethyl-, D-pantenol, Propanolamine, N-pantoyl-, etc).

É solúvel em água, então é menos grudenta que a Lanolina e o Óxido de Zinco. Por ser menos grudento, costumo usar esse produto no pescoço gordinho do meu bebê (que também assa!) e dessa forma fica menos engordurado.

O Pantenol extrai a humidade da atmosfera e prontamente se liga às moléculas de água. Por essa razão, tem ação hidratante. Também penetra eficazmente na pele e ajuda a recuperar ferimentos superficiais mais rapidamente.


No Instagram, falei sobre alguns dos cremes que mencionei no post

12120437_973410299363823_1341909559_n

Foi nesse post. Foi a partir dele que decidi escrever algo mais elaborado, falando um pouco sobre química, mas sem a pretensão de falar com os mínimos detalhes, uma vez que não sou da área de Química.

Vocês usam alguma marca de pomada que não mencionei no post? Tem algo a mais para acrescentar? Escrevam nos comentários. 🙂