Escalas de tamanho e tempo na atmosfera: o que é isso?



Há alguns posts, falei sobre Cartas Sinóticas de Superfície  e mencionei mais uma vez as escalas de tamanho e tempo na atmosfera. E mostrei duas figuras, que basicamente mostram a mesma coisa:
space_time_scale

 

Escalas de tempo (duração do fenômeno) e tamanho (tamanho do fenômeno). Essa figura foi obtida na apostila de um curso introdutório de meteorologia, ministrado aos alunos do primeiro ano do curso de Bacharelado em Meteorologia da USP.

As figuras mostram como os meteorologistas classificam os fenômenos de acordo com sua escala de tamanho e com a duração deste fenômeno (escala de tempo). Essa classificação é importante para compreender cada um desses fenômenos e compreender a relação entre eles.

Há trocas de energia entre as escalas, sempre do fenômeno de maior escala de tempo e tamanho para os de menor escala de tempo e tamanho. E se formos pensar de maneira “planetária”, devemos lembrar que há um ganho de energia na região Equatorial (que é onde aquece mais) . Essa energia é transportada para latitudes maiores, onde é perdida. Não vou dar muitos detalhes sobre essas perdas e ganhos de energia, pois teria que entrar em temas muito aprofundados de Meteorologia Dinâmica (e confesso para vocês, não sou muito boa nisso!). Mas se alguém quiser ler mais a respeito, veja essa apostila.

O que quero nesse post é relacionar a definição de tempo e clima com o tema escalas atmosféricas.

Os termos tempo e clima são muito confundidos diariamente. Até apresentadores da Previsão do Tempo na TV se confundem rs. Lamentável, quem teria que apresentar deveria ser um meteorologista, etc. Canso de falar isso aqui. Bom, mas leia sobre as definições de tempo e clima nesse post.

Basicamente, quando dizemos tempo nos referimos as condições atuais da atmosfera (agora nesse exato momento) ou nas condições da atmosfera em um instante específico (como estava o tempo no dia em que nasci? como vai estar o tempo no próximo fim de semana?).

Agora quando a gente se refere a clima, estamos falando de comportamento médio da atmosfera. Ou seja, quando queremos responder perguntas como: qual o período do ano que é mais quente em São Paulo? Qual o mês mas chuvoso da cidade de Teresina?

Para conhecermos o clima da atmosfera, temos que fazer medições meteorológicas em um mesmo ponto ao longo de muitos anos. A Organização Meteorológica Mundial recomenda que seja um período de pelo menos 30 anos. Claro que quanto mais tempo é melhor, pois dessa maneira é possível conhecer o clima da localidade com mais detalhes e é possível inclusive ver sinais de mudança climática, como a média de temperatura aumentando ao longo dos anos, por exemplo.

É possível dizer que as mudanças climáticas são um fenômeno de escala de tempo muito grande e de escala espacial muito grande também, pois envolve o planeta todo, é comum falarmos em mudanças climáticas globais. Bom, também temos mudanças climáticas mais locais, causadas pela urbanização intensa de uma área, por exemplo.

Ainda na escala planetária (ou grande escala), temos o El Niño. O fenômeno El Niño não é algo que muda a atmosfera radicalmente da noite para o dia. As mudanças provocadas pelo El Niño (ou La Niña) ocorrem em uma estação como um todo e de forma diferente em diferentes locais do planeta, que podem ficar mais quentes/frios ou secos/chuvosos do que a média, por exemplo (leia mais sobre esses fenômenos nesse post).

Já um fenômeno que provoca mudança no tempo é um fenômeno de menor escala. Sabe aquele dia que começa ensolarado e termina com uma tempestade? Pois então, as tempestades são fenômenos de mesoescala (escala menor). E quando entra uma frente fria e estraga os planos do fim de semana, temos um fenômeno de escala sinótica. Furacões, também são fenômenos de escala sinótica e provocam mudanças repentinas em poucos dias.

Essa divisão dos fenômenos de acordo com uma escala espacial e temporal é muito importante para compreendê-lo melhor. Claro que na natureza as coisas não são sempre exatamente iguais. Quero dizer, há furacões um pouco maiores ou menores, que duram um pouco mais ou um pouco menos, por exemplo. A escala compreende a duração e o tamanho aproximado.

Espero que tenham gostado desse post. Ainda há algumas perguntas de leitores para responder e em breve vou conseguir atualizar tudo!