Resenha de SagradoS 2 – O Poder da Estrela, de Anaté Merger



Pessoal, hoje é dia de resenha. E resenha de continuação de saga.

Estou falando de Sagrados 2 – O poder da Estrela.

Clipboard01

A série SagradoS foi criada pela escritora franco-brasileira Anaté Merger. Para ler a resenha do primeiro livro da série, clique aqui.

Quem me acompanha no IG (@samanthaweather) deve se lembrar que nesse post mencionei que tinha acabado de ler o livro. Apenas um parênteses sobre minhas leituras de 2015: eu pretendia ler dois livros por mês e escrever uma linda retrospectiva literária de 2015 (como a de 2014). Mas já estamos em dezembro e esse ano eu decepcionei muito no quesito vida de leitora rs. Mas não tem problema! Eu gostaria de ter lido mais, mas fiquei totalmente cansada e sem energia no final da gravidez. E depois que o bebê nasceu, continuei cansada e sem energia rs. Some isso a problemas existenciais e problemas pessoais  de um modo geral… não há leitora que consiga florescer! Prometo (por mim mesma!), tentar melhorar em 2016.

capa_sagrados_amazon (1)

Mas vamos a resenha!

Quando li o primeiro volume de Sagrados, fiquei super curiosa para saber o que ia acontecer. Agora que acabei o segundo, mais mistério surgiu e mais curiosa fiquei. A autora deixou claro, no final do livro, que trata-se de uma trilogia. Sendo assim, aguardo o terceiro livro.

Nesse livro, mais personagens surgem. Mais itens mágicos aparecem, todos relacionados entre si. As histórias se entrelaçam, a personagem brasileira Diana ganha mais espaço e mais ação. Achei ótimo, pois gostei dela. É uma mulher casada, com uma filha pequena, que se dedica ao trabalho com livros antigos. Tem seus momentos de insegurança, pretende engravidar novamente. Acredito que muitas mulheres que se identificam com essas questões vão gostar dela também.

As mulheres da trama, nesse segundo volume, ganham mais espaço. Elas participam ativamente na resolução de mistérios. Viajam, se apaixonam, tomam decisões difíceis. Gostei bastante da maior participação das mulheres! Até porque há feiticeiras na história, e historicamente a feitiçaria, seus mitos e lendas são protagonizados por mulheres.

Uma coisa muito útil que a Anaté fez nesse volume foi inserir uma ficha dos personagens no final do livro. São muitos personagens, a gente acaba se confundindo, e a ficha no final ajuda os fãs a terem uma referência. Eu aconselho manter a curiosidade sob controle e ler a ficha apenas quando terminar de ler o livro, caso contrário poderá ler alguns spoilers.

A série é ambientada na França, principalmente na região de Provença, mas apresenta cenas em Paris também. No Volume II, há também cenas na Itália, numa simpática cidade chamada San Gimignano que tive a honra e o prazer de conhecer. Adorei ver um lugar que conheço na trama =).

É inspirada em lendas provençais e em histórias sobre magia, anjos e cavaleiros templários. Apesar desses temas, a série é ambientada na atualidade, o que torna tudo bastante interessante. Eu já mencionei em outras ocasiões que quem gosta desse gênero de fantasia, quem gosta dos ambientes retratados e quem leu e gosta de Harry Potter talvez goste da série.

Sinceramente, aguardo ansiosa pelo terceiro volume. O Volume II respondeu algumas perguntas, mas ainda há muito o que fazer: itens e encantamentos precisam ser desvendados, pessoas precisam ser encontradas e outras que correm sério risco precisam ser amparadas!

Recomendo bastante =). É sempre bom prestigiar escritoras, ainda mais escritoras brasileiras ;).

E para quem gostou do livro e pretende lê-lo, ele pode ser adquirido na Amazon.com.