Como faço meu estoque de leite materno?

Se você chegou aqui querendo saber como fazer um estoque de leite materno para o seu retorno ao trabalho, espero que esse post te ajude a ter algumas ideias. Além disso, também espero que esse post te encoraje.

Fonte: Free Digital Photos

Fonte: Free Digital Photos

Eu sempre quis amamentar meu filho, mesmo antes de seu nascimento. Li muito sobre o tema, aprendi sobre a importância da amamentação para a saúde e para o vínculo com o bebê. Ainda antes de pensar em ter filhos, tive os exemplos positivos de minha mãe e minhas tias, que sempre trataram o tema com seriedade e naturalidade. Felizmente tenho essa rede de apoio e incentivo familiar. Já vi cada coisa triste por aí, com familiar desencorajando a amamentação, censurando o ato de amamentar (pois está expondo o seio, oh!), etc. Felizmente na minha família próxima não tem nada disso não e logo entendi que eu poderia dar de mamar onde eu quisesse! E eu quero passar um pouco disso para você que está lendo.

A amamentação é um ato natural, muitas vezes bem difícil e cansativo, mas que une todas as mulheres.

Entretanto, a mulher que trabalha fora de casa dificilmente consegue manter a livre demanda o tempo todo. Chega a hora de retornar ao trabalho e muitas dúvidas e preocupações surgem nesse momento. Algumas mães simplesmente interrompem o aleitamento materno. Outras conseguem manter o aleitamento materno no período que estão em casa e durante a jornada de trabalho, orientam os cuidadores a dar leite artificial. Cada mãe tem uma maneira de pensar e o importante é que você se sinta confortável e feliz.

Se você pretende mandar leite materno congelado para a creche ou deixá-lo em casa para que a cuidadora dê, acredito que esse post possa ser de seu interesse.

A bomba tira-leite

Para retirar o leite de suas mamas, você vai precisar de uma bomba tira-leite. Existem basicamente 3 tipos no mercado, de modelos e marcas diferentes.

Uma que parece uma “buzina”: essa não é indicada para retirar leite e estocar, é indicada apenas para remover o excesso de leite e aliviar o desconforto. Esse modelo não possui uma regulagem apropriada de pressão, podendo machucar as mamas. E a borracha da “buzina” tem contato com o leite, facilitando a proliferação de fungos e bactérias.

Bomba manual com gatilho: Indicada para retirada de leite com a finalidade de estocar. É deste modelo que utilizo, em seguida falarei um pouco mais. A pressão é regulada pois possui um sistema de válvulas. As marcas mais usadas são: Chicco, Lansinoh, Mamy Adapt, Nuk, Medella e Lillo.

Bomba Elétrica: Indicada para retirada de leite com a finalidade de estocar. Nunca usei. Mas pediatras e enfermeiras já me informaram que é a maneira mais eficaz de se ordenhar. Elas costumam ser bem caras, mas se você pesquisar pela internet vai ver que existem serviços de aluguel semanal ou mensal dessas bombas elétricas. Vale a pena comprar desse modelo fora do Brasil, mais precisamente nos EUA, onde os preços costumam ser melhores. Marcas comuns: Medella, Philips, Nuk.

A higiene

Ao utilizar a bomba pela primeira vez ou antes de cada ordenha, a bomba deve ser lavada com água corrente e detergente neutro. Em seguida, todos os componentes que fazem parte da bomba devem ser esterilizados (fervidos ou com esterilizador, falarei daqui a pouco).

Depois da esterlização, secar tudo muito bem com papel toalha.

Além da higiene dos utensilios, é importante manter a higiene pessoal. Antes da ordenha, prepare o local onde a ordenha será feita. Mesa limpa, mãos limpas, papel toalha, recipientes onde o leite será mantido já deve estar limpo e esterilizado, etc. Deixe tudo preparado. Deixe o cabelo preso. Se a ordenha for feita no seu ambiente de trabalho, converse com sua chefia e com sua equipe para encontrar um local com privacidade e limpo. Claro, se você estiver fora de casa, é importante ter acesso a um congelador. É por essa razão que nem sempre a ordenha no trabalho é possível, já que nem sempre encontra-se condições para tal. Acredito que uma das lutas das mães no mercado de trabalho deve ser essa!

As mamas também devem estar limpas. Nao passe loções ou lenços umedecidos nas mamas. Lave com água, sabonete neutro, enxague e seque bem. Despreze o primeiro jato de leite (você pode extrair manualmente esse primeiro jato) e em seguida realize o procedimento de ordenha com a bomba escolhida. Há mães que ordenham manualmente, sem o uso de uma bomba. Desde que se tenha a técnica para tal e as mãos estejam limpas, não há problema.

Organização

Após a ordenha concluída, é importante organizar o estoque de leite para que não se perca a validade. Por isso, date os recipientes e sempre utilize o leite mais antigo do estoque.

Eu tenho usado a bomba de gatilho da marca Lansinoh. Ela foi adquirida fora do Brasil, então não sei se o produto é distribuído por aqui. Para armazenar o leite, tenho usado os saquinhos pré-esterilizados na mesma marca. Mostrei recentemente no Instagram (me sigam, @samanthaweather):

Em breve, volto a trabalhar fora. E antes disso, começa a adaptação do meu pequeno na creche. Vai ser um momento difícil pra mim, mas com o apoio de mães queridas como @anabreus @anatsasso @camillapreta_ e @oliviaalao, além do apoio do meu companheiro, familiares e outros amigos, eu me sinto mais confiante. Mas vou chorar, vou ficar insegura, vou fazer cena, etc. Só prometi pra mim: vou me segurar na frente do meu filho, nada de deixá-lo inseguro. E isso seu fazer, já tive q fazer algumas vezes. Bom, lendo muito, falando com outras mães, com a coordenadora da creche, vendo vídeos, etc, me informei sobre armazenamento de leite materno. Estou usando uma bomba manual da marca @lansinohbrasil e saquinhos pre-esterilizados da mesma marca. A bomba manual deu super certo pra mim, não machuca meu peito em nada. Pensei em alugar uma bomba elétrica, mas por enquanto vou continuar com essa manual, já que está dando muito certo. Estou fazendo um pequeno estoque. Assim espero dar continuidade na amamentação por mais tempo. Que Deus me ajude e que eu tenha sabedoria para ter força de vontade e fé para conseguir. E se for o caso, que eu perceba o momento de me resignar. #amamentação #amamentaretudodebom #bombatiraleite #bombatiraleitemanual #lansinoh #estoquedeleitematerno

A photo posted by Samantha Martins Almeida (@samanthaweather) on

Na imagem acima cito alguns perfis muito bacanas para quem tem interesse no assunto, sigam!

Esses saquinhos para armazenar leite da marca Lansinoh são vendidos no Brasil. Eu compro no site da Americanas. São um pouco caros: uma caixa com 25 unidades custa R$30,00. Lembre-se, eles não podem ser re-utilizados! Mesmo se o dolar estivesse a R$5,00, se eu comprasse fora do Brasil, sairia pela metade do preço!!! E eu vou me aproveitar de alguns amigos e familiares que vão viajar para os EUA em breve, claro!

Outras mães utilizam vidros para o armazenamento do leite. Esses vidros precisam ter tampa de plástico (vidros com tampa de metal não são muito indicados) e devem ser esterilizados.

Para organizar meu estoque, eu uso essas “caixas conteiner”, compradas em lojas de utilidades domésticas:

Ah sim, o esterilizador. Depois de lavar bem as partes que compõe a bomba, eu coloco nesse esterilizador de microondas da Lillo:

Comprei um negócio muito interessante. É esse esterilizador de utensílios de bebê (chupeta, escovinha de gengiva, mamadeiras, copos, etc). O que comprei eh da marca @lillodobrasil, mas há de diversa marcas no mercado (vi da Lansinoh, Aventi, Kuka, etc). Os de todas as marcas mencionadas funcionam da mesma maneira. Eh um recipiente de plástico bem grande onde há umas hastes em que eh possível pendurar os bicos, as mamadeiras, etc. Basta lavar bem os utensílios e pendurá-los nessa hastes. Então você coloca água (no caso desse modelo, 200ml de água) e coloca no microondas por 5min em potência alta (no caso desse modelo). Os utensílios ficam limpinhos e esterilizados pelo vapor. Depois basta colocar para secar sobre um pano limpo. Gostei bastante! Achei prático e não há risco de estragar os utensílios como do jeito tradicional, no fogão. #dicas #dicasdecompras #esterilizadordemamadeira #comprasdobebê #esterilizadordechupeta

A photo posted by Samantha Martins Almeida (@samanthaweather) on

Também esterilizo as mamadeiras do meu filho todos os dias após a escolinha. Gostei muito desse esterilizador. Como menciono na legenda da figura, há diversas marcas e o princípio de funcionamento é o mesmo.

Veja, esse post não é patrocinado por nenhuam marca. Gosto muito da Lillo e da Lansinoh, pois são marcas idôneas com produtos de qualidade dos quais já usei. Entretanto, cada um tem suas preferências e se eu estivesse ganhando para escrever esse post, eu teria obrigação de falar isso!

Outra coisa: aqui falo da minha experiência, aqui no meu humilde cantinho. Não me acho “uma mãe super fantástica e perfeita” porque amamento. Eu e meu filho nos sentimos felizes com esse arranjo, isso que importa.

Validade do leite materno

As informações a seguir estão no material da Lansinoh que acompanha minha bomba:

– Temperatura ambiente (entre 19ºC e 26ºC): 4 h (recomendado); 6h (aceitável)

– No refrigerador (temperatura menor que 4ºC): 72h (recomendado); 8 dias (aceitável)

– No congelador (temperatura entre -18ºC e -20ºC): 6 meses (recomendado); 12 meses (aceitável).

Eu constume seguir pelo recomendado, sempre. Meu freezer é bom, mas como freezer residencial costuma ser aberto para “pegar a mistura” rs, prefiro considerar apenas 15-20 dias de validade. Foi o que a coordenadora da escolinha de meu filho disse. Outra coisa que ela disse é que depois de descongelado e colocado na mamadeira, o leite tem uma validade de no máximo 2h. Então se seu filho não bebeu todo o leite nesse intervalo, melhor jogar fora. Sei que “dá dó”, mas é melhor assim!

O principal objetivo desse texto é informar e empoderar quem pretende, assim como eu, estocar leite materno. Comece o estoque cerca de 10 dias antes de seu retorno ao trabalho. E ainda antes desses 10 dias, manuseie a bomba, leia todo material que a acompanha. Tente ficar familiarizada com o equipamento. Se possível, faça uma visita a um Banco de Leite Materno, para doar seu excedente de leite (caso tenha) e para aprender um pouco mais sobre a ordenha. Converse com mães que fazem o mesmo, leia bastante a respeito do tema. Vale até fazer buscas pelas hashtags que coloquei na legenda de minhas fotos do Instagram.

Abraços e boas ordenhas 😉