calibre: valioso aplicativo gratuito para gerenciar e-books



Se você tem um e-reader, essa dica vai te interessar bastante. Ao longo do texto, vou usar como exemplo o Kindle, que é o e-reader que tenho. Pode ser que essas dicas funcionem para outros e-readers do mercado, mas não posso dizer com certeza pois não os conheço. Se você chegou até aqui e tem outro e-reader e gostaria de compartilhar dicas semelhantes, use o espaço dos comentários para falar sobre isso.

Meu Kindle

Eu não tenho o que reclamar do  kindle. A minha versão é ‘antiga’, é o Kindle 4. Adquiri-o no final de 2012, já li muitos livros nele nesses 4 anos de convívio comigo. Para ler a resenha e as especificações técnicas desse modelo, clique aqui.

A bateria ainda dura bastante, o consumo dele é mínimo. Acho que eu o recarrego uma vez a cada 20 ou 30 dias. Gosto dele porque ele é discreto. Tenho a impressão que se você sai por aí com um tablet, corre um enorme risco de ser roubado. Já o kindle 4 não chama tanta a atenção.

Eu adquiro muitos livros no próprio site da Amazon, mas eu já contei para vocês que baixo livros gratuitamente no Project Gutenberg. Além disso, recomendo o LeLivros, site no qual já baixei alguns livros e tudo deu certo. Sem contar que todo adepto de leitura digital tem suas maneiras de procurar livros. Muitos buscam por pdf’s de dissertações e teses de seu interesse, por exemplo. Outras livrarias ainda possibilitam o envio do arquivo por e-mail, dentre outras possibilidades que vocês conhecem. Porém, já que mencionei o formato .pdf, aproveito para contar para vocês como converter esse formato MOBI, formato do Kindle. Para isso, eu uso um programa chamado calibre.

calibre: princípios gerais

Eu havia mencionado o calibre há mais de 1 ano e meio atrás (nessa postagem) e desde então tenho prometido “mentalmente” escrever um post a respeito. Eu dedico esse post as apaixonadas por leituras do grupo #GangLiterária (procure pela hashtag no Instagram). A propósito, sigam-me: @samanthaweather.

calibre0

O calibre é um aplicativo usado para gerenciar todos os seus e-books e foi criado por Kovid Goyal. E vejam, não estou falando apenas de livros no formato MOBI ou EPUB, por exemplo. Falo de uma diversidade de formatos, incluindo a possibilidade de converter os arquivos.

O aplicativo possibilita que você gerencie todos os seus livros de maneira “bonitinha”. Então se você adora organização, vai amar. Abaixo, um print da minha tela de livros:

Vejam que bacana, você consegue editar um pequeno banco de dados com todas as informações sobre o livro: autor, título, editora, edição, etc. E você pode editar todos esses metadados individualmente. Ou seja, se ao carregar o arquivo dentro do calibre os dados do livro não ficaram organizadinhos, você pode edita-los sem problema algum.

Para carregar o arquivo do livro, basta arrastar o arquivo para a tela principal do programa. O livro será então carregado e logo você o verá listado junto com os outros livros existentes, na tela principal do programa. Logo surgirá uma janela para que você possa editar esses metadados, conforme o exemplo a seguir:

Editando os metadados do livro
Editando os metadados do livro

E quando você arrasta o arquivo, o programa faz uma cópia desse arquivo numa estrutura de diretórios do próprio aplicativo.   Ou seja, não precisa se preocupar: o seu livro já estará salvo.

Eu notei que o programa fica muito lento quando você carrega um .pdf muito grande e com muitas figuras. Em alguns testes que fiz, o programa chegou a travar. Portanto, eu recomendo o programa para carregar arquivos com menos de 5MB.

O programa também tem um “subprograma”, dentro dele, que permite a visualização do seu livro. É uma alternativa para quem não tem um e-reader ou não se importa em ler o livro diretamente do PC. Veja no exemplo abaixo:

calibre2
Lendo o livro pelo calibre

Agora vamos falar sobre a conversão de formatos. No exemplo acima, eu havia baixado Eichmann em Jerusalém, de Hannah Arendt. Eu baixei esse livro em formato .pdf, mas eu precisava passá-lo para EPUB de modo que eu pudesse lê-lo em meu kindle. O processo de conversão de formato é bem simples, conforme ilustrado nas duas próximas imagens:

calibre3
Convertendo de .pdf para EPUB (mas poderia ser outro formato listado, como vocês verão no próximo print).
Formatos disponíveis para conversão.
Formatos disponíveis para conversão.

O arquivo no formato original fica inalterado e continua salvo na mesma pasta criada pelo calibre, apenas com a extensão diferente:

untitled-4
Estrutura de diretórios criada automaticamente pelo calibre, ao arrastar um livro novo.

É interessante chamarmos a atenção para essa estrutura de diretórios criada pelo calibre. Cada autor fica com uma pasta. Dentro da pasta do autor, são criadas subpastas, cada qual do livro correspondente. Nessa subpasta (como no exemplo acima), temos o arquivo da capa (a capa pode ser alterada, se você quiser), o arquivo de metadados e os arquivos em todos os formatos os quais você já realizou a conversão.

Ok, mas como enviar meus arquivos para meu e-book (no caso, vou falar do Kindle)? Isso é bem simples e tem duas maneiras de fazer:

  • Maneira “manual”: você vai entrar manualmente na pasta correspondente ao seu livro na estrutura de diretórios criada e vai enviar o arquivo, por e-mail, para o seu dispositivo. Para isso, você vai ter que entrar na sua conta da Amazon.com.br e autorizar um e-mail.
  • Maneira “automática”, pelo próprio calibre: você ainda vai ter que autorizar seu e-mail na sua conta da Amazon.com.br e terá que ajustar algumas configurações no programa calibre. A Cristiane, do Vida sem Papel, ensinou a fazer isso super bem e foi através da postagem dela que aprendi. Minha única ressalva importante é caso você tenha conta do gmail. Você vai ter que permitir que o gmail seja acessado a partir de apps menos seguros. Talvez você vai querer criar uma conta nova do gmail apenas para esse trâmite, já que a gente fica com medo (e com razão) de ter os dados sujeitos a exposição.

Se você usa vários computadores, eu recomendo a versão portable do calibre. Você pode instalá-la em um pendrive ou HD externo.

Vi aqui.
Vi esse pendrive fofo aqui.

Eu instalei a versão portable em um HD externo e ela funciona muito bem. Antes disso, eu havia instalado a versão comum em meu computador e ela também funcionou bem.

Como vocês devem ter notado, mencionei apenas as possibilidades mais comuns do calibre. Bom, não sei se são as mais comuns, mas são ao menos as que utilizo mais. O programa apresenta muitas possibilidades. Minha única ressalva é com relação a livros muito grande (mais de 5 MB), pois ele fica um pouco lento e pode travar. Deixando esse pequeno detalhe de lado, é um programa gratuito de gerenciamento, organização e conversão de formatos de e-books que eu recomendo bastante.

Update

Algumas pessoas me fizeram perguntas sobre esse programa e eu decidi atualizar o post para tentar respondê-las.

  • Dá para instalar no meu tablet/celular?

Não. O programa calibre deve ser instalado em um PC/Notebook. Como o termo aplicativo atualmente é bastante utilizado para se referir a aplicativos instalados em celulares e tablets, acredito que  meu post possa ter gerado essa dúvida.

  • Posso instalar no Linux?

Pode sim! O programa é disponível para os sistemas operacionais Windows, OS X e Linux, além de ter uma versão portable para ser instalada em pendrives ou hd externos, como mencionei anteriormente no post. Para mais detalhes sobre cada versão, clique aqui.

untitled-2

  • A qualidade da conversão de pdf para EPUB é boa?

Depende de seu arquivo original .pdf. Se o seu arquivo estiver bem digitalizado e não conter mais do que uma página de livro por página de arquivo, provavelmente a conversão vai dar certo. Não funciona, por exemplo, para o formato de digitalização abaixo:

2 páginas de livro por página do arquivo. A conversão de formato não dá certo!
2 páginas de livro por página do arquivo. A conversão de formato não dá certo!

Além disso, o arquivo original em .pdf não pode ser muito grande. Pelos testes que fiz, não pode ser superior a 5MB. Claro que mesmo em uma conversão bem sucedida, podem aparecer quebras de linha esquisitas ou caracteres estranhos. Mas em todas as conversões que fiz até hoje, nenhuma ficou tão ruim a ponto de eu não conseguir ler o livro ou de ficar extremamente incômodo.

  • Gostei do programa, tem como apoiar o desenvolvedor?

Sim, é possível contribuir financeiramente com no mínimo 5 dólares. Basta clicar em Support Calibre na página inicial do projeto. Você também pode se envolver no projeto participando dos fóruns, ajudando na tradução do programa, criando plugins ou contribuindo no deselvolvimento do próprio aplicativo, já que ele é open source. Veja aqui.