Meteorologia e arte: A View of Het Steen in the Early Morning, Château de Steen with Hunter , de Peter Paul Rubens



Sempre que leio algo interessante sobre Artes, escrevo aqui no blog. Claro que também preciso me lembrar de escrever a respeito. Muitas vezes eu vejo algo legal e o assunto fica confinado ao meu Instagram, mas o legal mesmo é se eu escrever tudo aqui para ficar tudo arquivadinho.

 🎨🎨🎨

Confira todos os meus posts sobre artes nesse link.

 🎨🎨🎨

Pois bem, enquanto estava fazendo algumas pesquisas para o post sobre céu empedrado, acabei conhecendo uma pintura linda de Peter Paul Rubens: A View of Het Steen in the Early Morning, Château de Steen with Hunter. A pintura data de aproximadamente 1636, já no final da vida de Rubens. O pintor adquiriu uma propriedade nos arredores da Antuérpia, onde passava a maior parte de seu tempo. Provavelmente, a essa altura da vida, o artista podia aproveitar uma vida com grande conforto financeiro, já que havia recebido muito dinheiro. O pintor trabalhou para a Igreja Católica (na Contrarreforma) e também recebeu encomendas de diversos nobres e famílias reais europeias.

peter_paul_rubens_-_a_view_of_het_steen_in_the_early_morning
A View of Het Steen in the Early Morning, Château de Steen with Hunter (1636) de Peter Paul Rubens. Faz parte do acervo da National Gallery, em Londres.

Não foi uma pintura comissionada: Rubens pintou por puro prazer essa linda paisagem outonal.  Sua pintura da mansão e da paisagem circundante mostra uma cena outonal com a luz invernal bem marcada, além das plantas e florescência do outono. A vista é para o norte e é de manhã. O Sol nascente acende a frente da casa e a charrete que sai para o mercado, enquanto há um caçador e um cachorro em primeiro plano, que provavelmente caçam perdizes. As informações são da National Gallery, onde o quadro está em exposição e faz parte do acervo permanente.

Para os meteorologistas essa deveria ser uma pintura importante porque é provavelmente a primeira representação convincente de um céu empedrado (ou mackerel sky). Confesso para vocês que tenho dificuldade de ver as linhas organizadas dos Ac (ou Cc) que caracterizam o arranjo de céu empedrado. O que mais me chama a atenção nessa pintura é o vasto horizonte, sugerindo que a propriedade de Rubens ficava num lugar extremamente privilegiado sob o ponto de vista paisagístico.

Apesar de já estar sofrendo de gota nos anos finais de sua vida (Rubens morreu em 1640) e isso lhe causar dificuldades para pintar, essa é considerada uma das paisagens mais bonitas do século XVII.