Vídeo raro mostra Monet pintando suas famosas ninféias



Casa de Monet (Fondation Monet) em Giverny, França. Cortesia de Shutterstock

As ninfeias (les nymphéas) ou ainda nenúfares eram uma obsessão para Monet. Vou falar um pouco sobre essa planta, um pouco sobre a série de pinturas de Monet, retratando um lago com ninféias em Giverny e vou fechar mostrando um vídeo raro, que vi recentemente, mostrando Monet em pleno trabalho. Considerando que registros em vídeo do início do século XX são raríssimos, ter um registro do fundador do Impressionismo executando seu trabalho é um privilégio.

Falei de Monet também na semana passada, quando falei de suas íris.

Ninfeias

Na verdade, o termo Nymphaea ou  ninfeia refere-se a um gênero botânico. Ou seja, é o nome dada a diversas espécies de plantas aquáticas geralmente flutantes. A parte que flutua tem normalmente um formato circular ou um formato que lembra um coração. As flores são lindas e muito perfumadas, com cores variadas, dependendo da espécie. As espécies mais conhecidas de ninfeias são o lótus e o nenúfar.

 

No Jardim Botânico de São Paulo é possível apreciar lagos com ninféias. No período da tarde, mais flores se abrem e os lagos ficam lindos.

Jardim Botânico de Sâo Paulo e as ninféias. Fonte: Planeta Sustentável – Abril

 

Para quem não é da cidade de São Paulo e não pretende visitá-la em breve, faça um tour virtual pelo Jardim Botânico.

Ninfeias em Giverny

Ninféias em Giverny, na propriedade de Monet. Observe ao fundo a famosa ponte japonesa. A imagem foi feita em um mês de maio, primavera da França. Observe a explosão de cores da primavera de latitudes médias. Cortesia de Shutterstock

Giverny é uma localidade francesa onde Monet morou de 1883 até sua morte em 1926. Ele vivia em uma propriedade linda, cercada por jardins. Atualmente, essa propriedade abriga a  Fondation Claude Monet, instituição sem fins lucrativos que administra esse patrimônio cultural, organizando a visitação. São cerca de 500 mil visitantes ao ano, mostrando que memória de Monet continua viva e as pessoas ainda apreciam os lindos jardins que inspiraram Monet.

A maior parte das obras de Monet estão no Musée Marmottan Monet  e no Musée de l’Orangerie (que ficam em Paris) e não na propriedade. Entretanto, deve ser delicioso passear pela propriedade e ficar sonhando, imaginando como esse gênio tentou capturar as nuances de seus jardins.

Uma famosa série de pinturas de Monet mostra o Lago das Ninfeias, um lago que fica localizado na propriedade. Vamos falar dessa série a seguir.

Ninfeias – as séries de Monet

As séries contam com aproximadamente 250 pinturas a óleo, muitas feitas nos últimos 30 anos de vida do artista e já na fase em que ele estava com início de catarata. Monet nasceu em 1840 e morreu em 1926. Dessa maneira, ele viveu 86 anos e se formos pensar no contexto do final do século XIX e início do século XX, ele viveu bastante. Ou seja, ele já era um senhor de 56 anos quando começou a se dedicar mais a pintar os jardins de sua propriedade, com atenção especial ao lago das ninfeias. É um contraponto ao Monet da década de 1870, quando ele ainda era jovem e retratou o Porto de Le Havre. Especialistas em arte costumam comparar a técnica de Monet do século XIX (Monet jovem) com Monet do século XX (Monet idoso) e mostram mudanças na técnica, algumas devido a experiência, claro e outras mudanças também devidas aos problemas de visão que Monet apresentava quando idoso.

A catarata é uma doença que costuma acometer pessoas que se expuseram muito ao Sol ao longo de sua vida. Se você for a alguma pequena cidade do interior do Brasil, onde muitos idosos trabalharam a vida toda na roça, vai observar que a incidência de catarata é grande. Monet passou boa parte de sua vida ao ar livre, apreciando a natureza e retratando-a, é bastante possível que isso tenha contribuído para o desenvolvimento da doença ocular.

As principais séries de Monet sobre as ninféias são:

  • Lagoas com nenúfares (Bassins aux nymphéas, 1899-1900)
  • Nenúfares, séries de paisagens aquáticas (Les Nymphéas, séries de paysages d’eau, 1903-1908)
  • A Ponte japonesa (Le Pont japonais, 1918-1924)

As cerca de 250 pinturas relacionadas com as ninfeias estão espalhadas por museus de todo o mundo e em coleções particulares. Aqui no Brasil, pelo menos do que eu tenha conhecimento, temos  um item da série da Ponte Japonesa no MASP:

A Ponte Japonesa sobre a Lagoa das Ninféias em Giverny (1920-1924) Oscar-Claude Monet. Reprodução. Acervo do MASP.

Em um site dedicado à comuna de Giverny, há uma foto dessa ponte:

Ponte Japonesa – Fundação Monet – Giverny – Photo Ariane Cauderlier

Talvez o quadro da série que temos no MASP seja decepcionante porque não conseguimos ver nenhuma ninfeia retratada e me refiro especificamente a flor. Mas, se você caminhar pelo Jardim Botânico de São Paulo no início da manhã, também não vai ver muitas flores. Elas começam a se abrir ao longo do dia.

No Musée de l’Orangerie, em Paris,  estão provavelmente as pinturas mais incríveis das ninfeias.

Nenúfares, 1914-1926. Monet. Musée de l’Orangerie, Paris

A partir de 1897, Monet idealiza um projeto decorativo interessante, com o objetivo de retratar as belezas de seu jardim. Em 1918 ele doa ao governo francês o conjunto da série das Ninfeias,  como uma homenagem à pátria devido aos sacrifícios feitos durante a Primeira Guerra Mundial. Os quadros foram então instalados no Musée de l’Orangerie poucos meses após a morte do artista. O museu precisou passar por reformas para abrigar a instalação, que ocupa uma sala inteira.

Ocorre que com a morte de Monet, o impressionismo também meio que “morreu” e surgiram outras escolas. É incrível, mas podemos dizer que Monet fundou a escola impressionista (como mencionei aqui) e a manteve ao longo de sua vida. Os quadros de Monet saíram “da moda” e por algum tempo chegaram a ser cobertos no museu em questão para que outras exposições de outros artistas de diferentes escolas fossem possíveis. Foi só depois da Segunda Guerra Mundial e, especialmente, com o surgimento de um novo foco de Arte Moderna de Nova York, que um novo olhar foi colocado sobre o trabalho de Monet, especialmente sobre o trabalho dos anos finais de sua vida.

 

É possível fazer uma visita virtual ao Musée de l’Orangerie, onde você tem a impressão de estar sentado no meio da sala onde está a instalação das ninféias.

Detalhe da visita virtual às Ninféias, no Musée de L’Orangerie

Vídeo raro mostra Monet pintando as famosas Ninfeias

Monet caminhando por sua propriedade em Giverny. Fonte: Hypeness

Imagine uma época em que registros de vídeo eram raríssimos, uma vez que os equipamentos que tornavam isso possível eram ainda muito caros e pesados. Difícil pensar nisso! Hoje, qualquer visitante da Fondation Monet pode registrar a visita facilmente. Recentemente, um vídeo tornou-se popular. Trata-se do único registro em vídeo de Monet pintando suas amadas ninféias e foi o vídeo que me inspirou a escrever esse post, fazendo uma curadoria de informações interessantes a respeito das ninfeias de Monet:

Leia mais em: