Tema do Dia Meteorológico Mundial de 2017: Entendendo as Nuvens

As nuvens vem em diferentes formatos, tamanhos e estão em diferentes alturas na atmosfera. Elas inspiram artistas de diversas áreas e atraem a curiosidade de pessoas de todas as faixas etárias. Cortesia de Shutterstock

 

O Dia Meteorológico Mundial é celebrado dia 23 de Março. A Organização Meteorológica Mundial (World Meteorological Organization – WMO) escolhe um tema, organiza celebrações e Universidades com cursos de Meteorologia e Institutos de Pesquisa de Meteorologia em todo o mundo organizam palestras, workshops, exposições, etc.

Desde que comecei o blog, procurei fazer um destaque sobre a data em quase todos os anos.

Tudo bem, em 2016 eu falhei.  Bola pra frente, vamos falar de 2017. O tema do Dia Meteorológico Mundial de 2017 é maravilhoso: Entendendo as Nuvens. Quem acompanha o Meteorópole sabe que posts sobre nuvens são bastante comuns por aqui. Eu acredito que muitas pessoas passam a se interessar por Meteorologia a partir do encantamento que as nuvens proporcionam.Vou destacar os posts principais dessa categoria, caso você tenha interesse em começar a estudar o assunto:

Na verdade, se você procurar pela tag nuvens, vai encontrar todo tipo de post a respeito do tema: imagens de leitores, curiosidades, informações técnicas sobre a formação das nuvens, etc. E inegável que esse assunto é um dos mais destacados aqui do blog, portanto o tema do Dia Meteorológico Mundial de 2017 tem tudo a ver com o Meteorópole.

No Dia Meteorológico Mundial, nós meteorologistas temos uma oportunidade de celebrar nossa profissão: valorizá-la, divulgá-la e falar de sua importância em um mundo tão incerto, já que as mudanças climáticas são mais um desafio para a humanidade enfrentar. Eu tenho muito orgulho de ser meteorologista, pois eu me esforcei bastante para ser aprovada nas disciplinas e conseguir o tão sonhado diploma. Apesar das dúvidas e do ceticismo de alguns familiares, fui bastante incentivada. Sou grata a todos.

Dia Meteorológico Mundial de 2017

Cartaz oficial da WMO para o Dia Meteorológico Mundial de 2017

As nuvens desempenham um papel fundamental nas previsões e avisos meteorológicos. Eles ajudam a conduzir o ciclo da água em  todo o sistema climático. Ao longo da história, eles têm inspirado artistas, poetas, músicos, fotógrafos e inúmeros outros entusiastas. A seguir, vou traduzir a mensagem oficial da WMO (OMM)  referente ao Dia Meteorológico Mundial de 2017:

Entendendo as Nuvens é o tema do Dia Meteorológico Mundial de 2017 para destacar a enorme importância das nuvens para o clima e para o ciclo d’água. As nuvens são fundamentais para as observações e previsões meteorológicas. Elas são uma das principais incertezas no estudo da mudança climática: precisamos entender melhor como as nuvens afetam o clima e como um clima em mudança afetará as nuvens. As nuvens desempenham um papel crítico no ciclo da água e moldam a distribuição global dos recursos hídricos.

Porém falando não tão seriamente,  o Dia Meteorológico Mundial de 2017 será uma oportunidade para celebrar a beleza inerente e o apelo estético das nuvens, que tem inspirado artistas, poetas, músicos, fotógrafos e inúmeros outros entusiastas ao longo da história. O Dia Meteorológico Mundial marca o lançamento de uma nova edição do Atlas Internacional de Nuvens após a mais profunda e abrangente revisão em sua longa e distinta história.

O novo Atlas da OMM é um tesouro de centenas de imagens de nuvens, incluindo alguns tipos de nuvens recentemente classificadas. Caracteriza também outros fenômenos meteorológicos tais como arco-íris, halos, redemoinhos de neve e granizo. Pela primeira vez, o Atlas foi produzido em formato digital e é acessível através de computadores e dispositivos móveis.

O Atlas Internacional de Nuvens é a única autoridade em referência e a mais abrangente publicação para a identificação de nuvens. Trata-se de um instrumento de formação essencial para os profissionais da comunidade meteorológica e para os que trabalham na aviação e navegação. Sua reputação é lendária entre os entusiastas da nuvem. O Atlas Internacional de Nuvem tem suas raízes no final do século XIX. Ele foi revisado em várias ocasiões no século XX, mais recentemente em 1987, como um livro em papel, antes do advento da Internet. Os avanços na ciência, tecnologia e fotografia levaram a OMM a empreender a ambiciosa e exaustiva tarefa de revisar e atualizar o Atlas com imagens fornecidas por meteorologistas, observadores de nuvens e fotógrafos de todo o mundo.

Nesse post, eu contei um pouco da história do Atlas Internacional de Nuvens e falei da expectativa da publicação de uma nova edição desse material. Era como se eu estivesse “advinhando” o tema do Dia Meteorológico Mundial de 2017. A questão é que novos tipos de nuvens passaram a ser documentados com o advento da popularização das câmeras fotográficas. Hoje as câmeras são mais baratas, mais leves, mais acessíveis e possuem uma qualidade muito maior. Com um bom celular, é possível fazer lindos registros de nuvens. A Seção “Imagem do Leitor” aqui do Meteorópole deixa isso bem claro.

Com essa facilidade, começaram a surgir “novos” tipos de nuvens, como por exemplo a polêmica em torno da undulatus asperatus ou asperitas. Dessa maneira, a edição de 2017 do Atlas Internacional de Nuvens teve que ser muito bem pensada e revisada. Ela estava sendo esperada ansiosamente por toda comunidade meteorológica. Nos próximos meses, vocês vão ler aqui no blog diversos posts ou referências a essa nova edição.Desejo bons ventos a todos meus colegas e amigos de profissão. Que a carreira de vocês sempre esteja em movimento ascendente e que vocês sempre estejam expandindo seus horizontes, trabalhando com dignidade, honestidade e responsabilidade.

 

Para finalizar, gostaria de deixar um capítulo de um livro ótimo que estou lendo. Trata-se do livro Guia dos Hábitos Inteligentes: 36 Pequenos hábitos transformadores que seu cérebro irá agradecer por fazê-losde autoria de I.C. Robledo. No capítulo #18, ele destaca como um hábito inteligente o de conversar com crianças. Crianças são curiosas, elas veem o mundo com os olhos da novidade. Elas perguntam tudo, querem entender como as coisas funcionam. Acredito que com o passar dos anos, a gente vai perdendo esse costume. E por que estou falando disso? Bom, porque as nuvens são um assunto frequentemente perguntado por crianças. Além das nuvens, crianças querem saber sobre fenômenos meteorológicos em geral, sobre o Sol, sobre a Lua, sobre as estrelas, etc.

#guiadoshábitosinteligentes #icrobledo #curiosidadeinfantil #sejacurioso #sejacuriosocomoumacriança #kindle #meteorópolelivros #leituras

Uma publicação compartilhada por Samantha N. S. Martins Almeida (@samanthaweather) em


Ou seja, não importa se você é profissional da área de Meteorologia ou se você é apenas um entusiasta, um curioso sobre a natureza (como todos devemos ser). Acredito que é importante a gente parar um pouco e olhar o mundo com os olhos de uma criança. Pare e observe. Pense no funcionamento das coisas e em perguntas que as crianças fariam. Esse exercício certamente nos vai proporcionar experiências únicas e uma sede por aprendizado que a gente não deve deixar passar.

“Se você não pode explicar isso para uma criança de seis anos de idade, você não entende realmente.”  Albert Einstein

Então, trouxeram-lhe algumas crianças, para que lhes impusesse as mãos e orasse por elas. Os discípulos, contudo, os repreendiam. Mas Jesus lhes ordenou: “Deixai vir a mim as crianças, não as impeçais, pois o Reino dos céus pertence aos que se tornam semelhantes a elas”. Mateus 19:13-14