Conhecendo a Sabina Escola Parque do Conhecimento em Santo André – SP

Hoje vamos falar de um lindo passeio que fizemos: conhecemos a Sabina Escola Parque do Conhecimento, em Santo André-SP. Ao longo do texto, vou falar sobre o local e sobre a possibilidade de visitá-lo com crianças pequenas.

Eu gosto muito de dar dicas de passeios aqui no blog, mas por vezes eu acabo me esquecendo de escrever a respeito dos lugares que conheci. Vocês sabem, a pegada aqui no blog é sempre voltada mais para a “nerdice” ou para passeios ao ar live. É o estilo de vida que procuramos ter, por razões de pai e mãe nerds.

Hoje vou falar de um lugar que conheci há uns 15 dias: a Sabina Escola Parque do Conhecimento, localizada em Santo André-SP. Quem me acompanha no Instagram viu algumas fotos que tirei lá.

O que tem na Sabina?

Diversas demonstrações e atividades de diversas áreas de Ciências Naturais. Experimentos de diversas áreas da Física, experimentos de lógica e Matemática, microscópios com lâminas diversas (e a gente pode ver o que tem nas lâminas), etc. As atividades são quase todas interativas e podemos conferir tudo isso no andar de cima do galpão principal que compõe a Sabina.

Dinossauros… em todas as partes!

No andar de baixo, temos um aquário, pinguinário, uma área com representações de dinossauros e até há uma atividade muito bacana que é a de procurar fósseis de dinossauros com um pincel. Nós adoramos!

Na área externa, há gangorras diversas, um basquete diferente que demonstra a Força de Coriolis, instrumentos musicais interativos, uma pequena cidade com o objetivo de proporcionar educação no trânsito, dentre outras atividades que eu não me recordo. Há muita coisa para ver e tocar. Como especialmente as crianças gostam e precisam dessas experiências sensoriais, eu achei tudo muito fantástico e didático. Se você quer que seu filho se interesse por ciências, esse é o local ideal. E se você é uma mamãe que como eu adora divulgação científica e fica com os olhos brilhando quando vê algum experimento científico didático, vai amar o local!

Há também algumas sessões especiais de duração curta (cerca de 15min), como a Nave e a Fúria da Natureza. Para participar dessas sessões, é necessário pegar uma espécie de senha com o monitor responsável por aquela área.

E por falar em monitores, eles são bem preparados, educados e muito atenciosos.

Claro, não posso esquecer do principal: na Sabina tem um planetário! O ingresso que inclui a participação de sessões no planetário é mais caro que o ingresso simples, que permite apenas que se visite as demais áreas da Sabina. Por isso, informe-se na bilheteria e programe-se, caso queira comprar o ingresso que dá direito ao planetário.

Além do planetário, eles fazem observações solares esporadicamente. Quando fomos, estavam fazendo observação solar. O período entre Maio e Agosto possui muitos dias de céu sem nuvens, ideais para a observação do Sol. Lembrando que a observação do Sol deve ser feita com telescópios e equipamentos próprios para isso e eles tinham esse material lá.

O local é muito bonito e organizado, os experimentos e equipamentos estão muito bem conservados. A administração do local está de parabéns.

Infra-estrutura:

Os banheiros são bons e muito limpos. Há espaço para trocar fraldas e o local é amplo e conta com rampas, dá para ir com carrinho de bebê tranquilamente. Há inclusive um espaço para bebês, com partes acolchoadas, livros e trilha sensorial.

Bom, meu filho tem  23 meses e posso dizer com segurança que o passeio foi muito tranquilo e agradável. Ele adorou especialmente a parte dos dinossauros e o aquário.

O local conta com estacionamento amplo e gratuito (o ingresso, no entanto, é pago). Quando você entra, eles te dão uma pulseirinha na bilheteria. Essa pulseira permite que você saia do local e retorne, sem nenhum empecilho. Essa informação é importante, porque não há lanchonete no local. Ou seja, você pode visitar a Sabina no período da manhã, sair para almoçar e retornar a tarde. Uma sugestão é que você procure por restaurantes na cidade usando o Trip Advisor e planeje inclusive o local onde vai almoçar.

Há um refeitório no local, uma área muito ampla e agradável para lanchar. Nós optamos por levar lanche de casa e pudemos sentar lá com muito conforto.

Você pode solicitar uma chave na bilheteria e guardar a bolsa em um dos armários. Gostei dessa possibilidade, embora não haja problema algum em andar com a bolsa pelos ambientes. Mas como o local recebe turmas escolares (é necessário fazer um agendamento), essa possibilidade pode ser muito útil para a criançada.

Sendo assim, a Sabina é uma opção ótima para quem tem filhos pequenos e quer fazer um passeio de um dia nas redondezas da Região Metropolitana de São Paulo.

Para informações sobre horários, atrações e valores dos ingressos, visite o site da Sabina Escola Parque do Conhecimento.