O que eu penso sobre propaganda em blogs?



Photo by Nicolai Berntsen on Unsplash

Bom, ninguém exatamente pediu minha opinião sobre esse assunto, porém é um assunto de meu interesse e eu acho que posso compartilhar alguns pensamentos. Quem escreve em blogs de um modo geral já se pegou pensando sobre colocar ou não propagandas no blog e sobre como colocá-las. Eu vou aqui dar algumas palavrinhas sobre o tema.

Há alguns anos, os blogs eram um canal de divulgação de conteúdo muito mais relevantes do que que hoje . Vários blogs explodiram em audiência há alguns anos, blogs de diversos assuntos. A minha impressão é que blogs de humor e blogs de lifestlyle ligado à moda foram os que ficaram mais populares. Os blogs de humor ainda continuam firmes e fortes, eu mesma visito alguns, como o Ah Negão!, que eu acho muito engraçado. Porém os blogs de moda/maquiagem/lifestlyle deram uma boa caída, porque ao meu ver foram substituídos pelo Instagram e pelo Youtube.

Quando os blogs de moda estavam em seu auge, muita gente fez bastante dinheiro com eles. Muitas campanhas publicitárias, além de dinheiro de Adsense, por exemplo, foram fontes de renda para várias pessoas. Lembro que os blogs começaram meio que como um hobby e então as empresas notaram o potencial publicitário. Chegou o momento em que pessoas criavam seus blogs já com o objetivo de ganhar muito dinheiro com eles, sem passar pela ideia do simples hobby. Quando essas coisas começaram a acontecer, houve uma enorme discussão sobre a colocação de publicidade nos blogs. Lembro de ter gente que era completamente contra isso, colocando inclusive um pequeno banner no blog dizendo que era contra as propagandas. E no outro extremo, lembro de ter visto gente que fazia propaganda e nem sinalizava isso, fazendo parecer apenas uma dica de amiga ou apenas mais um post do blog. Ainda hoje, em certos perfis no Instagram já observei que as moças fazem propaganda porém não sinalizam.

E olha que curioso: eu já vi propagandas veiculadas no comecinho dos vídeos do Youtube que seguem o formato “live” ou “snapchat”, com o celular na vertical e aquele aspecto de “acabei de acordar e vou gravar agora”, ou seja, transmitindo uma ideia de amadorismo ou descontração. Em outras palavras, a propaganda está usando esses conceitos próprios e particulares de cada rede social em campanhas ‘reais’. Que mundo maluco e quanto mais me aproximo dos 40 anos, menos o compreendo, hahaha.

Como vocês já observaram, nós temos sim algumas propagandas aqui no Meteorópole. Quando comecei a escrever o blog, em 2011, eu não pensava em colocar propaganda. Não que eu fosse contra, eu simplesmente achava que por meu blog ser de um nicho bem específico (Meteorologia, Ensino, Ciências em geral, divulgação científica, etc), eu jamais ganharia algum dinheirinho com AdSense e jamais seria chamada para fazer um publieditorial ou qualquer coisa. Não gente, eu não estava triste por isso. Eu sabia que seria assim: meu blog não aborda o tipo de assunto que pode realmente dar dinheiro. E outra coisa, em 2011 os blogs já estavam em seu declínio, as pessoas estavam vendo muitos vídeos no Youtube. E eu não estava errada, mas havia uma luz fraquinha no fim do túnel.

Com o tempo, fui fazendo alguns experimentos com o AdSense. Entre 2006-2010 escrevi em vários blogs que eu criava e apagava e eu já tinha ganhado algum troquinho com AdSense. Resolvi que poderia colocar AdSense no Meteorópole também. Coloquei, fui lendo mais a respeito e reposicionando anúncios. Fui aos poucos também melhorando a qualidade do blog e percebi que minha audiência foi subindo. É muito dinheiro que eu ganho? Claro que não! Porém é um dinheirinho que dá para pagar a taxa anual de registro de domínio e de hospedagem. E isso já me deixa feliz, porque com isso percebo que o blog virou uma coisa autossustentável.

Recentemente inclusive recebi meus primeiros mimos como blogueira: foram alguns presentes da Mundo dos Heróis. Eu fiquei bem feliz em poder falar de uma boa loja e que me mandou esses presentes para falar a respeito deles para meus leitores. Veja os publiposts em que menciono a Mundo dos Heróis:

Eu já havia feito alguns publiposts antes, porém de lojas e negócios de familiares ou amigos (Ateliê Doce Vida e Botons Dona Val), mas foi a primeira vez que recebi um produto em casa, de uma loja que descobriu meu blog e me mandou para falar a respeito.

É evidente que eu não posso pagar as minhas contas com o blog, mas saber que ele me dá  satisfação pessoal e saber que atualmente ele é financeiramente autossustentável, dá uma enorme alegria. Eu não vejo problema em colocar anúncios no meu blog, porém procuro tomar cuidado para tudo ficar harmonioso e bacana para quem gosta de ler meu conteúdo. Eu por exemplo não gosto de ler aqueles blogs em que o texto é todo quebrado e você precisa ir apertando as setas para carregar outra página e ler a continuação do texto (com o objetivo de aumentar as impressões de tela). Acho chato, as vezes você está no celular com uma conexão ruim e não consegue ler todo o texto. Não gosto desse tipo de abordagem, mas também não julgo quem faz. Também não gosto quando aparece uma tela de propaganda antes do texto e o sinal de fechar (o X) é tão escondido que você acaba clicando na propaganda sem querer. E sabe aquelas propagandas que confundem? Daquelas que você precisa clicar em “próximo” e a propaganda contém setinhas que se assemelham ao botão que você precisa clicar. Não gosto de nenhuma dessas coisas e espero nunca precisar recorrer a isso aqui no blog, porque eu tenho a impressão que a longo prazo essas coisas fazem você ter menos visitantes.

Dicas para quem quer começar a escrever um blog (ou já tem um blog e gostaria de melhorá-lo)

Agora eu pretendo apresentar algumas dicas para vocês que gostam de escrever em blogs. Se você chegou até aqui porque pretende fazer seu blog ter mais sucesso, recomendo o blog da Simone Aline. Principalmente se o seu blog é voltado mais para o segmento feminino (moda, maquiagem, etc), as dicas da Simone podem te ajudar muito. Anualmente ela organiza um evento que parece ser mega bacana, que reúne blogueiras desse segmento e potenciais anunciantes. Ela tem dicas que valem até para blogs que não são desse segmento, como as apresentadas nesse texto. As dicas que eu posso acrescentar para complementar ou reforçar o que a Simone disse são:

  • Preze pela qualidade em todos os aspectos: fotos boas, blog bonito, escrita impecável, etc.
  • Não se meta em polêmicas sem sentido: e se for se meter, que seja em algo que você realmente tem conhecimento de causa e pode acrescentar. E leia e releia o texto em que você discute a polêmica, para evitar ao máximo qualquer chance de mal entendido.
  • Não fale mal publicamente de blogs alheios. Pensar mal a gente pensa mesmo, não podemos ser hipócritas. Mas a gente precisa aprender a guardar certas coisas para nós mesmas.
  • Não fique mendigando: mendigando views, visitas, produtos de anunciantes, etc. Faça o seu trabalho, da melhor maneira possível, envolva-se em um networking de maneira positiva e os frutos certamente surgirão.
  • Os frutos não são instantâneos: você não começa a escrever um blog hoje e amanhã ele já é super famoso. A propósito, pode ser que na verdade seu blog nunca fique famoso. Pode ser que seu conteúdo não agrade, é a vida. Porém continue escrevendo sobre o que você gosta, insista nisso como um hobby e vá melhorando a qualidade aos poucos, buscando sua identidade com muita honestidade. Sendo assim, nada de investimentos pesados logo de cara, a não ser que você já tenha um dinheiro reservado para isso.
  • Faça porque você gosta! Não entre ‘na onda’ e escreva sobre o que todo mundo está escrevendo. Pode ser que você se interesse pelo assunto em voga (daí escreva sim!), mas pode ser que você não dê a mínima. Seja você e escreva sobre o que te agrade e sobre o que você entenda. E faça tudo por prazer, porque pode ser que você não tenha retorno financeiro nenhum.
  • Aprenda a lidar com as críticas. Isso é muito importante e com o tempo, você ficará ainda mais bem resolvida com relação a isso.
  • Não copie os outros, sempre informe suas fontes e não tenha medo de linkar os blogs alheios: nesse meio, um ajuda o outro. Seja elegante e generosa. Até porque não é como televisão, em que o sujeito tem que escolher qual canal assistir naquele instante. O que quero dizer é que um mesmo leitor pode ler o seu blog e o da vizinha, se os dois apresentarem conteúdos que o interessem.
  • Não tenha medo ou não se sinta culpada por usar propaganda: o AdSense e as empresas que te contatarem podem te ajudar a manter os custos do blog. Sites de mecenato, como o Padrim também podem ser bacanas, se você já tem uma audiência legal. Não tenha medo de passar o chapéu, desde que você seja sincera e muito honesta com seus leitores.
  • Cuidado com a super exposição. Em nome da fama, vejo as pessoas se expondo demais. Já vi pessoas no Instagram mostrarem muitos detalhes sobre sua vida, como a escola que os filhos estudam ou uma foto do filho no banheiro treinando o desfralde. Não faça essas coisas em nome da fama, você pode se arrepender. Entenda logo qual é o seu limite, para que sua vida seja saudável.
  • Tenha uma vida offline. Escrever em um blog ou em uma rede social pode ser muito prazeroso, mas as vezes a gente tem que lidar com comentários tóxicos. Não viva em função do blog, pela sua sanidade mental e social. Passe um tempo de qualidade com sua família e amigos.

Espero de verdade que essas dicas tenham ajudado. Gente, não estou fugindo do assunto Meteorologia aqui no blog, pois já escrevi e continuarei escrevendo sobre esse tema. A questão é que depois de tanto tempo escrevendo e depois de tanta tentativa e erro, eu cheguei a algumas conclusões e acredito que eu posso ser útil compartilhando-as aqui também. Espero que gostem.