Usando o Twitter como instrumento de divulgação científica em Meteorologia



Cortesia de Pixabay

Quando criei um perfil no Twitter, em 2009, eu não sabia que essa se tornaria minha rede social favorita. Constantemente conheço pessoas fantásticas por lá e troquei ideias com muita gente. Muitos posts do Meteorópole nasceram a partir de algum questionamento  que alguém levantou ou através de alguma curiosidade ou tema interessante que foi compartilhado na rede de microblogging.

Em 2011 eu criei o Meteorópole e acabei criando um perfil para o blog lá no Twitter (@meteoropole). Entretanto, meu perfil pessoal (@samanthaweather) possui mais seguidores e lá consigo interagir melhor com quem lê meu blog e quer acompanhar o cotidiano de uma meteorologista. Muita gente também conheceu meu blog através do Twitter e passou a me seguir. Claro que por lá eu não posto coisas apenas sobre Meteorologia, mas se você gosta dos assuntos que abordo aqui no blog, certamente vai gostar de me acompanhar por lá também.

Recentemente andei tendo muitos desgostos nas redes sociais. Eu deletei meu perfil no Facebook depois de acompanhar tanta divulgação de fake news e muito compartilhamento de ódio. Tive um problema muito desagradável no grupo da família no WhatsApp. Com relação ao Facebook, comecei a ficar irritada e enojada com tanta maldade e desinformação. Até falei sobre isso com o querido repórter @PedroAGuerr que usou minhas palavras para ilustrar uma nota que ele escreveu sobre o Cambridge Analytica.

A propósito, quando deletei meu perfil no Facebook eu ainda nem estava sabendo do escândalo Cambridge Analytica. Depois que soube desse absurdo, fiquei ainda mais segura de que a decisão de deletar meu perfil foi certeira.

Além das enormes quantidades de ódio que vi no Facebook, observei também que ele não traz muitas visitar para o Meteorópole. Quando posto um link para uma postagem nova na fanpage do blog,  percebo que esse link atinge poucas pessoas quando comparado ao total de pessoas que curtem a página ( eu não pago o Facebook para divulgar meus links). Além disso, o perfil de pessoas que acessa o Facebook não me parece o perfil de pessoas que costumam clicar em links que direcionem para fora da rede social.

Apesar dos dissabores com Facebook e WhatsApp, o Twitter para mim segue firme e forte. É uma rede social que realmente acrescenta na minha vida pois aprendo bastante, conheci gente legal, acompanho gente inteligente, mudei meu ponto de vista sobre várias coisas, etc. Eu dou e recebo, isso que é maravilhoso no Twitter.

Comentei com vocês que criei algumas Moments lá no Twitter, para agregar tweets que contassem uma história ou tratassem do mesmo assunto. Percebi que muita gente gostou e eu gostei de organizar essas Moments também, são uma forma de divulgar meu blog.

Então o @nadanovonofront fez algo maravilhoso que me deu uma ideia. Criou um tweet dizendo que a cada like, postaria uma notícia ou informação para dar esperança:

Além dele, outras pessoas tiveram idéias análogas, de modo que pudessem compartilhar algo a cada like, e a minha ideia foi:

Eu não imaginava que em pouco tempo eu teria mais de 40 likes. Agora o enorme desafio será postar fotos de nuvens e fenômenos meteorológicos diferentes para contemplar todos esses likes. Não sei se vou conseguir, mas certamente vou tentar e será muito produtivo, pois vou revisar tópicos que aprendi na graduação, aprender coisas novas e vou inclusive ter ideias para novos posts aqui no Meteorópole.

E aqui temos uma outro benefício do Twitter: na minha opinião, ele me ajuda na manutenção da criatividade. Eu anoto várias ideias que tive a partir de informações postadas nessa rede social. E se você é adepto do block/mute como eu sou, certamente já sabe que é muito fácil criar sua própria bolha no Twitter. Você pode dar mute em termos específicos (futebol, BBB, etc) e assim sua timeline fica apenas com as informações que te interessam.

Se você já utiliza o Twitter, me acompanhe por lá também e vá construindo sua rede de contatos de pessoas que tenham interesses parecidos com o seu. Tomara que você tenha a mesma experiência produtiva do que eu nesses 9 anos usando essa rede.

P.S.: Só depois de escrever fiquei sabendo que 21/03 é aniversário do Twitter. A rede social completa 12 anos. Vi pela minha timeline várias histórias bacanas de gente que conheceu marido, conseguiu trabalho, adotou bichinho, aprendeu coisas novas, fez amigos etc,  através dessa rede social. Parabéns, Twitter!