Como consultar o site do NHC?



Feito com o Canva

O NHC é o National Hurricane Center, centro dos Estados Unidos que tem como objetivo monitorar a ocorrência de furacões no Pacifico Ocidental e no Atlântico. O NHC faz previsão (indicando quais as áreas tem maior probabilidade de ocorrência de furacão), depois avalia o desenvolvimento das depressões tropicais (que podem virar furacões) e também faz o monitoramento dos furacões (ciclones tropicais) que já se formaram, para determinar sua trajetória e assim alertar as áreas que podem ser atingidas por esses furacões.

Nesse post, eu contei para vocês sobre os comitês de monitoramento de ciclones tropicais. O NHC faz parte do RA IV Hurricane Commitee (veja imagem abaixo), que corresponde as áreas do Atlântico e do Pacífico Ocidental (indicados por I e II em vermelho na figura abaixo). O termo ciclone tropical é um nome técnico, mas em algumas regiões os ciclones tropicais são chamados de tufões (Pacífico Oriental) e em outras áreas eles são chamados de furacões (Atlântico e Pacífico Ocidental). Veja esse post para entender as origens dos nomes tufão e furacão.

Como no texto vou falar do NHC, vou sempre me referir ao termo furacão ao longo do post.

Comitês para estudo e monitoramento de ciclones tropicais. São 13 comitês, indicados na figura por suas áreas de atuação. Fonte: Wikimedia Commons / WMO

Por que vou falar do NHC?

Eu sei que há uma enorme população de brasileiros nos Estados Unidos, sobretudo na Florida. Cidades como Miami e Orlando possuem uma expressiva comunidade brasileira, que vão para lá apenas para passear ou fazer compras e há ainda muitos que decidem ficar para tentar uma vida melhor.

Muitos chegam nos Estados Unidos sem saber falar inglês fluentemente. A comunidade brasileira nesses lugares deve certamente dar algum apoio, mas por empatia só posso imaginar como deve ser difícil chegar em um lugar com um clima diferente do que se está habituado e sujeito a um fenômeno meteorológico tão destrutivo.

Sendo assim, vou dar algumas dicas para que vocês possam acessar o site do NHC e tenham acesso a informações básicas sobre furacões mesmo sem saber inglês fluentemente. O site é muito fácil de acessar e muito leve, pode ser acessado a partir de celulares sem muitas dificuldades.

Ah sim: os informes mais importantes estão em espanhol também, o que ajuda muito.

Acessando o NHC

Não se deixe levar por fake news: a fonte de informações oficiais sobre furacões no Golfo do México e no Pacífico Ocidental são transmitidas através do site do NHC. Se você ficar sabendo de qualquer burburinho sobre furacões sem muitos detalhes e com tom muito sensacionalista através de grupos de WhatsApp, verifique no site do NHC. Qualquer aviso importante sobre furacões estará no site do NHC e é o NHC que fornece informações para a imprensa. É no NHC que trabalha uma equipe de meteorologistas e outros profissionais de áreas relacionadas que tem acesso a dados de boias oceânicas, satélites meteorológicos, estações de superfície e simulações computacionais. São eles que vão escrever os informes com capacidade técnica e com propriedade, para então informar a população.

Logo que você abre o site do NHC vai ver toda informação que te interessa. Eu acessei o site no dia 15/05/2018 às 09h53min do horário de Brasília (veja abaixo) para usar de exemplo no post. Observe que há duas abas, uma mostrando o Atlantic (que inclui evidentemente o Golfo do México) e a outra indicando Eastern North Pacific (Pacífico Ocidental):

Consulta ao site do NHC no dia 15/05/2018 ás 09h53min (horário de Brasília) – Atlântico (Atlântic)

Quando acessei o site no dia 15/05/2018 ás 09h53min, havia apenas um X na cor amarela que indica probabilidade menor do que 40% de desenvolvimento de ciclones tropicais naquela área (probabilidade baixa). Tinha sido detectada uma área de baixa pressão, com tempestades e relâmpagos em parte da Flórida, sudeste da Geórgia e boa porção das Bahamas. Esse sistema (nome dado a essa área de tempestade específica) não era muito favorável para o desenvolvimento de furacões de acordo com as análises recentes dos meteorologistas. As projeções para as próximas 48h e para os próximos 5 dias também eram boas, com chance de formação de furacões muito baixa (10%).

A figura abaixo mostra o Eastern North Pacific (Pacífico Ocidental), área de interesse para brasileiros que moram na Califórnia. Veja que no momento em que fiz a consulta ao site do NHC  (15/05/2018 ás 09h53min) não havia nenhuma área com probabilidade de desenvolvimento de furacão no Pacífico Ocidental. Aproveito a figura abaixo para mostrar também a legenda utilizada pelo NHC, que utiliza X coloridos (amarelo, laranja e vermelho) para indicar a probabilidade de ocorrência de furacões. Olha como a escala de cores utilizadas para os X são bem intuitivas, já que a cor vermelha nos dá uma ideia de alerta ou atenção. Ou seja, se o X é vermelho, temos que a probabilidade de ocorrência de furacões naquele ponto é altíssima.

Consulta ao site do NHC no dia 15/05/2018 ás 09h53min (horário de Brasília) – Pacífico Ocidental (Eastern North Pacific)

Sendo assim, se você acessar o site do NHC e encontrar X amarelo, fique tranquilo. Agora se começarem a aparecer muitas áreas com o X vermelho. E isso começa a ter mais chances de acontecer a partir de junho, que é quando começa a temporada de furacões.

Quando os furacões começam a aparecer, o NHC também divulga os alertas. Eles aparecem no site logo abaixo dos mapas e também são escritos em espanhol, como mencionei no começo do texto. As áreas onde os alertas aparecem no site estão indicadas abaixo com uma seta na cor rosa. O bacana é que esses alertas são sempre escritos em inglês e espanhol e sempre são diretos, sucintos, mencionando as áreas de risco que podem ser atingidas por aqueles furacões. Quando a temporada de furacões de 2018 começar e algum desses alertas aparecer, voltarei a falar a respeito aqui no blog.  Ah sim, e quando esses alertas são divulgados seus links sempre são indicados na cor vermelha e com letras maiúsculas, que é para chamar a atenção e fazer com que as pessoas cliquem e se informem.

Até agora falei apenas das coisas que aparecem na página principal do NHC. O site é ótimo e possui muito mais conteúdo do que o que destaquei aqui e merece ser totalmente explorado. Há por exemplo um link para o #hurricanestrong, site que reúne iniciativas para promover a resiliência diante de furacões (e assim salvar vidas). Há uma seção educacional, com um F.A.Q. (infelizmente apenas em inglês).  Enfim, há muita coisa no site todo e mesmo uma ávida visitante do site como eu certamente não explorou todas as áreas do site. Meu objetivo principal aqui é mostrar que as informações que estão logo na página principal do NHC já dizem quase tudo o que um usuário comum precisa saber. E por usuário comum eu me refiro ao perfil mencionado bem no comecinho do post: um brasileiro que não fala inglês, mas vai para Florida a trabalho ou a passeio.

Links adicionais

Falei sobre furacões em várias ocasiões no site. Eu vou destacar os posts mais interessantes sobre o assunto:

Dica de livro 

Agora vou falar de um livro em português que é super recomendado para quem está iniciando seus estudos em Meteorologia. Meteorologia: noções básicas conta com um time de autores excelentes (Rita Yuri Ynoue, Michelle S. Reboita, Tércio Ambrizzi, Gyrlene A. M. da Silva), todos professores de cursos de Meteorologia de diversas regiões do Brasil.

Hoje, o jornal em qualquer mídia apresenta e explica a dinâmica meteorológica. Embora façam parte de um sistema complexo, os fenômenos meteorológicos são apresentados nesta obra de forma simples e didática, desde os conceitos básicos de composição e estrutura da atmosfera até a previsão do tempo e do clima e as mudanças climáticas. {x}

Vale muito a pena comprá-lo! Quem compra, ajuda ao Meteorópole, já que recebo uma pequena comissão pelas vendas.