“Diga-me com quem tu andas e te direi quem és”. Será?

Há um tempo atrás uma jornalista, Quinn Norton, que iria integrar o time de um importante jornal norte-americano, acabou sendo recusada pelo jornal. O motivo: ela era “amiga” de neonazistas. É preciso deixar muito claro, para eventuais pessoas maldosas e/ou com dificuldade de interpretação de texto que chegarem até aqui, que eu não tenho nenhuma […]

continue lendo...