Quanto em média ganha um meteorologista?



Um comentarista fez esta pergunta aqui e achei bastante pertinente.

Meteorologista é uma profissão regulamentada pelo CREA. De acordo com a Resolução n°397 de 11 de agosto de 1995, o piso salarial de meteorologista é de 5 salários mínimos para 6 horas diárias de trabalho. Mas aqui entra uma questão.

Nem sempre as empresas pagam este valor para um meteorologista iniciante. Muitas vezes, pagam menos, mas complementam com vale alimentação e/ou refeição, vale transporte ou combustível, cursos e outras facilidades. Como toda profissão, quanto mais você fizer cursos e se atualizar, maiores as suas chances de conseguir maior destaque e consequentemente maiores salários.

Uma pessoa que admiro muito certa vez me disse algo muito sábio. Disse que quando fazemos algo que realmente gostamos, maior as chances de felicidade na carreira. E felicidade na carreira profissional, não necessariamente significa ganhar um salário muito grande. É óbvio que precisamos de dinheiro para pagar nossas contas,  nos manter e comprar coisas que sonhamos,  mas eu realmente acredito que seja qual for a profissão, se você realmente fizer algo que gosta, suas chances de sucesso serão bem maiores.

 

P.S.: A Martha me corrigiu nos comentários e me informou que, para cursos com mais de 4 anos de duração, o piso salarial é na verdade 6 salários mínimos e não de 5, como eu havia mencionado no texto acima:

“Art. 3º – Para efeito de aplicação dos dispositivos legais, os profissionais citados no Art. 2º desta Resolução são classificados em:

a. diplomados pelos cursos regulares superiores mantidos pelas Escolas de Engenharia, de Arquitetura, de Agronomia, de Geologia, de Geografia, de Meteorologia e afins com curso universitário de 04 (quatro) anos ou mais;

b. diplomados pelos cursos regulares superiores, mantidos pelas Escolas de Engenharia, de Arquitetura, de Agronomia, de Geologia, de Geografia, de Meteorologia e afins, com curso universitário de menos de 04 (quatro) anos.”

“Art. 5º – O Salário Mínimo Profissional para execução das atividades e tarefas classificadas na alínea “a” do Art. 4º da Resolução é de 06 (seis) vezes o Salário Mínimo comum, vigente no País, para os profissionais relacionados na alínea “a” do Art. 3º desta Resolução, e é de 05 (cinco) vezes o Salário Mínimo comum, vigente no País, para os profissionais da alínea “b” do Art. 3º desta Resolução.

Clique aqui para ler mais.

Obrigada, Martha!